Vila Real – Tirsense, 0-0: empate não foi suficiente para os alvinegros evitarem a descida

O SC Vila Real empatou a zero com o Tirsense, nesta última jornada da fase de manutenção/descida do Campeonato de Portugal, num jogo disputado perante um Campo do Calvário completamente lotado nesta autêntica final, mas cujo resultado foi favorável ao Tirsense, descendo assim a formação alvinegra ao distrital, dois anos depois de ter subido ao quarto escalão do futebol português.

O jogo foi emotivo do inicio ao fim e recheado de oportunidade para ambas as equipas. Um jogo disputado ao limite e em que o Tirsense soube sofrer até ao final e conseguiu guardar o empate, que era do seu agrado.

A partida resume-se a isto: Vila Real com mais bola e a procurar encontrar caminhos para a baliza adversário, sendo que a equipa de Leandro Pires adotou uma postura mais defensiva e a jogar no contra-ataque.

Na primeira parte existiram três lances importantes para o Tirsense (dois por Daniel Liberal, um deles com a bola a embater nos dois postes, e uma boa cabeçada de Tiago Valente num canto). A turma de Diogo Coutinho teve nos pés de Fontini a melhor oportunidade, num forte remate para grande defesa de Bruno Pinto.

Na 2ª parte, o Vila Real foi mais acutilante, teve mais bola junto à área Tirsense, teve mais cantos e mais livres, teve momentos de massacres, mas sem oportunidades claras, ao passo que o Tirsense foi sempre conseguindo anular as investidas vila-realenses.

O jogo de bancos também esteve aceso, Diogo Coutinho arriscou tudo e o Tirsense acabou a queimar tempo e encostado às cordas. A equipa do concelho do Porto ia conseguindo sair em contra-ataque mais critério e também podia ter matado o jogo.

A oportunidade mais flagrante da partida surge em período de descontos para Daniel Liberal, que aproveita uma perda de bola da defesa do Vila Real e falha no cara a cara com Daniel.

O Vila Real ainda tentou um último suspiro, mas sempre mais com coração do que cabeça.

Jogo no Campo do Calvário em Vila Real.

Árbitro: Tiago Mendes (AF Braga)

Vila Real: Júnior, Miguel Carreira (Paixão, 81), Davi, Iago, Pedro Silva, Sergiy, Simãozinho (Dias, 76), Bruno (Fred, 76), Fontini (Brian, 73), Iuri e André Azevedo

Treinador: Diogo Coutinho

Tirsense: Bruno Pinto, Tiago Valente, Rui Coentrão, João Abreu (Nuno Campos, 69), João Pedro, Timóteo, Baptista, João Martins (Kiko, 88), Denis (Rogério, 88), Mané (Diogo Gonçalves, 81) e André Liberal

Treinador: Leandro Pires

Ação disciplinar: cartão amarelo para Davi (34), Simãozinho (37), Pedro Silva (38), Bruno (47), Fred (86), Rogério (90+1), Tiago Valente (90+3) e João Pedro (90+3). Cartão vermelho para Rui Neves (43) e Paixão (44).

Por Luis Santos

Menu