Torneio Tribol de Praia Cidade de Vila Real novamente adiado

Antes de mais convém esclarecer, como a grande maioria saberá já, não serei nada isento nas análises feitas neste artigo de opinião, pois sendo o Tribol o tema, a isenção torna-se, para mim, impossível. Desde a primeira hora e durante todo o seu percurso tenho sido a “cara” do evento. Mas, sem falsas modéstias, não escondo também todo o orgulho que tenho em ser o principal responsável por este evento. Tudo tenho feito, para que depois do seu nascimento, tenha ganho expressão, crescido e ficado cada vez mais forte. 

O Torneio Tribol de Praia Cidade de Vila Real nasceu, com a realização da primeira edição, no dia 5 de julho de 2008. De lá até aqui um longo caminho foi percorrido e depois de, quase por “brincadeira” se ter iniciado, o facto de este ter tido desde logo grande aceitação, fez com que este se solidificasse, crescesse e se tornasse num evento de referência no que aos torneios desportivos, e de praia em particular, diz respeito. O facto de ser um torneio de praia em Vila Real é por si só facto de registo, mas caso fosse só isso, o evento não teria conseguido manter-se e ganho, a cada ano, novos motivos de interesse. Depois de ter nascido como um evento de 3 modalidades desportivas de praia (Andebol, Futebol e Voleibol) o torneio cresceu e foi-se-lhe juntando a animação/festa (churrasco convívio e Triparty), estrelas de cada uma das modalidades (Jogo das Estrelas), solidariedade (Tribol Solidário), tribol para as gerações mais novas (Tribol Kids) e a ecologia e preocupações ambientais (Eco Tribol).

Com a cada vez maior visibilidade do torneio, os apoios das entidades públicas e privadas têm respondido, permitindo-nos alavancar outros objetivos para o evento. Os feedbacks muito positivos e a constante preocupação com os pormenores, têm permitido consolidar um evento que se tornou, de facto a partir 11 de janeiro, numa marca registada, propriedade da Associação de Andebol de Vila Real.

Foram 12 anos consecutivos de realizações, que ano após ano, alimentavam o apetite para a edição seguinte, até que com o aparecimento do Covid-19, à 13ª edição, foi interrompida esta sequência no ano 2020. Aí, mais uma vez, procuramos não baixar os braços e através do Tribol Virtual conseguimos, à distância manter o espírito tribol, junto dos habituais participantes, entidades que normalmente nos apoiam, patrocinadores e a própria organização. Entregamos um total de 350 máscaras de utilização comunitária com o logo do #TriboléMuitoMais. Conseguiu-se ainda, em tempo record, levar a efeito o Tribol Solidário, para ajudar mais uma vez, uma nobre causa.

Longe de nosso pensamento estava o facto de em 2021, termos que repetir o evento á distância, mas as circunstâncias ainda não nos permitem passar das ideias no papel para a areia, como todos desejávamos. Assim sendo, fá-lo-emos novamente.

Certo é, que em 2022, vamos tentar, e estou certo que conseguiremos cumprir um dos desígnios do torneio, que é a cada novo evento, fazer melhor do que no anterior.

Adriano Tavares (Presidente Associação de Andebol de Vila Real)

Menu