Taça de Portugal: Montalegre volta a fazer história

Pela primeira vez a turma barrosã chega aos oitavos de final da Taça de Portugal, a prova rainha do futebol Português. 25 de Novembro, é o dia mais brilhante da história do CDC Montalegre.

Foi lindo! Épico mesmo! Bancada cheia de cachecóis azuis e o Montalegre está nos oitavos de final da Taça de Portugal! Foi difícil, sim, mas um triunfo muito saboroso… Um dos capitães do Montalegre, Gabi, reconhece “que é o momento mais alto”. O técnico do emblema barrosão, José Manuel Viage, sublinha que este feito “é da responsabilidade dos jogadores”.O presidente, Paulo Reis, diz que é a “página mais bonita deste clube, estamos entre as dezasseis melhores equipas do futebol Português”.

Depois de vinte minutos equilibrados, os barrosões assumem o controlo da partida e Ferrari obriga Mário Évora a defesa apertada para canto. Aos 28 minutos e, em superioridade numérica, o Águeda não consegue marcar por culpa de Lio, que faz bem o equilíbrio defensivo. Depois Jullyan remata colocado mas ao lado da baliza de Guedes.

Responde o Montalegre, num livre bem cobrado por Ferrari e auto-golo de Hidelvis. Antes do intervalo boa jogada de envolvimento da equipa da casa – Prince cruza bem, Paulo Roberto deixa para Ferrari que, em posição frontal à baliza, atira por cima. Ao intervalo 1-0.

Na etapa complementar o Águeda subiu linhas, na tentativa de chegar mais perto da baliza de Guedes. Aos 53 minutos contratempo para o Águeda – Filipe Aguiar sai lesionado.

Em boa posição, David remata mas Tiago Guedes faz boa defesa. Responde o Montalegre, por Paulo Roberto, a obrigar Mário a boa intervenção. Aos 84 minutos, Pedras, que tinha entrado para o lugar de David, isola-se, mas não consegue bater Guedes, que volta a brilhar na baliza.

Com o Águeda muito adiantado no relvado, o Montalegre em velocidade ameaçava a baliza contrária. Gabi remata forte e obriga Mário à defesa da tarde, e na recarga Ferrari atira ao lado. Já no tempo de compensação (o árbitro deu oito minutos) e de canto o Águeda atira ao lado, depois de um cabeceamento falhado.

Vitória justa e histórica do Montalegre que é a única equipa do Campeonato de Portugal presente nos oitavos de final da Taça de Portugal. Venha o próximo!

.Nuno Carvalho

 

Ficha de jogo

Montalegre 1-0 Águeda

Jogo no Estádio Doutor Diogo Alves Vaz Pereira, em Montalegre.

Árbitro: José Rodrigues (AF Porto).

Montalegre: Tiago Guedes, Vítor Alves, Lio, Prince (Álvaro Branco, 90+4), David Carvalho, Ferrari (Embaló, 87), Rogério (Gabi, 61), Zack, Vítor Pereira, Paulo Roberto e Tavares.

Treinador: José Manuel Viage

 

Águeda: Mário Évora, Mica (Silvano, 82), Filipe Aguiar (Ataíde, 53), Tito, Marco, Niang, Emanuel, Hidelvis, Quichini, David (Pedras, 69) e Jullyan.

Treinador: Henrique Nunes.

 

Golos: 1-0, Hidelvis, 32 minutos (própria baliza).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Paulo Roberto (90+7).

SC Vila Real: Grua cai no interior do Campo do Calvário
AFVR (Divisão de Honra): Santa Marta bate Vila Pouca com golos ao cair do pano

Conteúdo relacionado

Menu