Skoda Irmãos Leite \ Tourencinho em grande plano na I Volta ao Douro

Decorreu nos dias 30 e 31 de março a I Volta ao Douro, organizada pela Associação Regional de Ciclismo. Alinharam na partida mais de uma centena de ciclistas, distribuídos pelos escalões Sub23, Elites, Master 30, Master 40, Master 50 e Master 50.

Na manhã de sábado, teve lugar o prólogo na cidade de Vila Real com uma extensão de 3,3km que ditou a atribuição da camisola amarela ao ciclista Fábio Correia – Sub 23, da Team Cycling Galicia, que alcançou o tempo de 4m18s, menos dois e quatros segundos que Herike Silva e Ricardo Lameira, respetivamente, da Skoda Irmãos Leite – Tourencinho. A formação xudreireirense colocou 4 ciclistas no “top ten” do prólogo.

Pelas 15horas na praça do Município de Vila Real, iniciou a primeira etapa em linha, com o pelotão a acelerar logo nos primeiros quilómetros, na Estrada Nacional 2 que liga Vila Real a Santa Marta de Penaguião. Com o início da primeira dificuldade do dia, com uma subida de elevada pendências, o pelotão foi-se partindo, sendo que nesta altura uma fuga de três ciclistas, David Vivas, Ricardo Lameira e Hugo Marques, já havia ganho uma pequena vantagem sobre os perseguidores.

A vantagem foi crescendo, na descida para Mesão Frio e até à Régua. Os três fugitivos aumentaram a vantagem para 6 minutos na chegada a Folgosa do Douro, onde iniciaram a subida final para Armamar.

O Elite David Vivas marcou um ritmo difícil de seguir pelos dois outros fugitivos, tendo chegado à meta, ao fim de 70,30 km, com uma vantagem de 2m8s, sobre Ricardo Lameira, segundo classificado.

No final do primeiro dia de prova, a equipa Skoda Irmãos Leite Tourencinho, não podia estar mais satisfeita, pois alcançou o primeiro lugar em Master 30, com Ricardo Lameira e Master 60, com José Magalhães, sendo que este partia par o segundo dia de corrida com uma vantagem de 11m24s.

No domingo a prova teve início em Tabuaço, com os primeiros quilómetros favoráveis aos mais destemidos, com uma descida alucinante até ao Rio Douro. Mas as dificuldades não tardaram a chegar, com a subida até São João da Pesqueira, onde o pelotão começou a fragmentar-se ficando dois grupos com cerca de dez atletas cada, na frente da corrida.

O camisola amarela David Vivas esteve em fuga até perto dos 20 kms finais, onde o grupo da frente impôs um ritmo fortíssimo na subida da “Barragem da Valeira” até Carrazeda de Ansiães, anulando a fuga. Foram vários os ataques nos últimos 15 kms, grande parte deles promovidos pelos atletas da formação xudreirense, tendo Carlos Lameira atacado a corrida a 3 km da meta, alcançado a vantagem suficiente para cortar a meta em Torre de Moncorvo em primeiro lugar, vencendo assim a 2ª etapa desta Volta ao Douro,ao fim de 101,60km.

No final da prova a equipa Skoda Irmãos Leite – Tourencinho vence por equipas, sendo que o pódio de masters 30 foi todo ele preenchido por atletas desta equipa: 1º Ricardo Lameira, 2º Rui Novais e 3º Carlos Lameira.

Em masters 60 o vencedor foi José Magalhães. Ricardo Lameira vence ainda a camisola por pontos. Alfredo Ribeiro e Nuno Miranda alcançaram o 6º e 12º lugar em Masters 30, sendo que Carlos Martins, Herike Silva, Jorge Machado, António Prada e José Portelinha, terminaram a prova em
4º, 5º, 8º, 17º e 24º lugar da categoria Masters 40.

Parabéns a todos os atletas e também à organização pela excelente prova no Douro Vinhateiro, Património Mundial da Humanidade.

Menu