SC Vila Pouca de Aguiar: “esperamos um campeonato competitivo, mas queremos uma boa classificação”


O campeonato da Divisão de Honra da Associação de Futebol de Vila Real (AFVR) foi suspenso à 23ª jornada, mas os clubes já preparam a nova temporada, embora não haja data prevista para o início da época 2020/2021.

O SC Vila Pouca de Aguiar encontrava-se no 5º lugar da tabela, a dois pontos do terceiro classificado, Vilar de Perdizes, e com menos um jogo. Filipe Nascimento, presidente da coletividade aguiarense, acredita que, caso o campeonato não fosse suspenso, o SC Vila Pouca de Aguiar podia atingir uma das melhores classificações dos últimos anos e, quem sabe, chegar ao pódio.

“O campeonato estava a correr de feição. Levávamos uma série de jogos a vencer com o novo treinador, Pedro Monteiro. Estávamos próximos dos lugares cimeiros e, portanto, tudo podia acontecer. Além disso, estávamos nas meias-finais da Taça Transmontana, que à semelhança da Divisão de Honra, ficou suspensa”, declarou.

O dirigente quer consolidar a estrutura do clube, em termos de plantel e método de jogo. O objetivo passa por almejar os lugares cimeiros e, quem sabe, no futuro, sonhar com uma subida de divisão. “Estamos a consolidar um projeto que vai para o terceiro ano. Temos um modelo de jogo bem definido e temos mantido cerca de 80% dos nossos jogadores, de ano para ano. O objetivo é manter a estrutura, criar um grupo de jovens jogadores de qualidade e tentar conseguir a melhor classificação possível no campeonato”, sublinhou Filipe Nascimento, que antevê uma época competitiva, agora que o Mondinense, que liderava a prova, foi convidado a subir de divisão, e nenhuma equipa do Campeonato de Portugal desceu para os distritais.

O anúncio da criação de uma terceira liga permite aos clubes dos distritais sonharem com um lugar nos campeonatos nacionais. Este novo enquadramento do futebol nacional não profissional será aplicado ao longo de quatro anos, até 2024. A FPF tem como objetivo chegar a esse ano com 20 equipas na III Liga e 56 no Campeonato de Portugal, o novo quarto escalão.

Clube prepara-se para nova época

O Sport Clube Vila Pouca de Aguiar assegurou, recentemente, a contratação do guarda-redes Altenir, jogador brasileiro, de 27 anos, que estava ao serviço do SC Vila Real. Os aguiarenses já tinham anunciado as contratações do médio Chiquinho (ex-SC Régua) e do defesa Jota (ex-Vidago).

O clube aguiarense, para além do técnico Pedro Monteiro, anunciou as renovações dos seguintes jogadores: Duarte Paço, Márcio, Pedrinho, Paulo Martins, Jorge Martins, Filipe, Rui Jorge, Pedro Vítor, Baralhó, Rebelo e Afonso, além dos atletas locais: Renato Roxo, Rafa e João Zogas.

Já Simão Freitas, Nuno Silva (SC Vila Real), Gonçalo Paixão, Clayton (Santa Marta) estão de saída e são cartas fora do baralho do técnico Pedro Monteiro.

O Sport Clube Vila Pouca de Aguiar está, assim, a preparar o plantel para a época 2020/2021, com vista a participação no campeonato da Divisão de Honra da Associação de Futebol de Vila Real.

Filipe Ribeiro

(Artigo publicado originalmente na edição nº 285 do Notícias de Aguiar, de 16 de junho).

Menu