SC Régua navega em águas bastante conturbadas

Clube duriense vive momentos complicados

Depois dos órgãos sociais terem renunciado ao cargo, o que levou o presidente da assembleia geral, a marcar uma assembleia eleitoral para o dia 19 de Julho de 2019, entre as 19h00 e as 21h00, horário de abertura e encerramento da mesa de voto localizado na sede da Junta de Freguesias de Peso da Régua e Godim em Godim, é a vez do plantel sénior da época transata reclamar dois meses de salários em atraso, como descreve o email enviado à redação do Desportivo Transmontano:

” Dia 12 de Maio, após a vitória contra o Sabroso garantimos matematicamente o segundo lugar, que dá acesso à Taça de Portugal.
Como consequência dessa vitória, com a classificação já definida e sem possível alteração, foi nos marcada uma reunião onde estiveram presentes o presidente e o técnico do clube (Paulo Ferreira) foi nos transmitido aquilo que alguns colegas nossos já desconfiavam, que não haveria dinheiro para nos pagar os salários de momento, mas que tudo iria ser tratado e que teríamos que aguardar até ao dia 8 de Junho e aí íamos receber o Mês de Maio, ainda em curso, como também o mês de Abril que estava atrasado.
O Presidente do Sport Clube da Régua garantiu que iríamos receber tudo, assim como o técnico que sempre disse que estava sempre do nosso lado, situação que se alterou, depois do jogo referido frente ao Sabroso, dizendo que o assunto não lhe dizia respeito e que tínhamos que nos entender com o Presidente do clube. Pelo meio, problemas com os atletas de fora da cidade, que lhes foi informado que não podiam fazer as refeições no local indicado pelo clube por falta de pagamento.
Marcamos outra reunião, que entenderam ser separada entre atletas da cidade e atletas de fora, as refeições foram regularizadas e o presidente assumiu perante todos um compromisso de honra que até hoje não cumpriu. Aguardamos todos até dia 8 de Junho e ninguém nos esclarecia, ninguém nos comunicava nada, vários atletas enviaram mensagens ao presidente, a uns respondia a pedir para aguardar, a outros simplesmente não respondia.
Outros procuravam falar com o técnico, que sempre nos garantiu que íamos receber, até que por esta altura ignorava o assunto dizendo que não é a sua função, lógico que não é? Mas porquê agora apenas? Se antes tratava dos assuntos, porquê só depois de garantir o segundo lugar dizer que não é a sua função?
Por fim, sabemos agora que o presidente renunciou ao cargo.
Assumiu um compromisso de honra connosco, garantiu que iríamos receber e não cumpriu. São 2 meses de trabalho que estão em falta, de um grupo que aguentou de tudo, mas de tudo mesmo! São 2 meses de trabalho que não foram pagos, 2 meses que fazem falta a muitos de nós!
São 2 meses de trabalho de atletas que passaram por dificuldades para ajudar o clube a atingir os seus objetivos!
São 2 meses de trabalho de atletas que deixaram a sua cidade, a sua família, tudo em busca de um sonho! Metam a mão na consiencia e vejam que existem seres humanos do lado se cá! Merecemos respeito. O plantel senior do Sport Clube da Régua, 2018/2019″, como se pode ler.

Menu