Presidente do Real Clube Penaguião demite-se por “falta de condições”

O presidente do Real Clube Penaguião, Norberto Almeida, demitiu-se da liderança do clube penaguiense.

Num comunicado tornado público hoje, Norberto Almeida refere a falta de condições como a grande razão por detrás da decisão tomada. “Há decisões difíceis que, por vezes, têm de ser tomadas.

O Real Clube Penaguião não possui instalações próprias para a prática da sua atividade, sendo que, como é do conhecimento de todos, utiliza as disponíveis pelo Município. No entanto, e com a utilização do Estádio Municipal por parte do FC Santa Marta, ficámos sem a possibilidade de desenvolver o nosso projeto da forma que queríamos”.

“Em reunião com o Exmo. Senhor Presidente do Município de Santa Marta de Penaguião, no dia 16 de agosto, pelas 17 horas, constatámos que o Real Clube Penaguião não estava comtemplado na utilização do Estádio Municipal de Santa Marta de Penaguião. Desta forma, apenas poderíamos treinar no campo de treinos e realizar, no mesmo, alguns jogos (futebol de 7), sendo que para as equipas de futebol de 11 existia a possibilidade de jogar no Estádio da Cumieira. Assim, eu, Norberto da Costa Almeida, presidente da direção do Real Clube Penaguião, apresento a minha demissão por sentir que não tenho condições para desenvolver o Plano de Desenvolvimento Desportivo aprovado em reunião de Direção”, escreveu o ex-líder dos penaguienses, que também agradeceu a entidades e patrocinadores por todo o apoio prestado.

Refira-se que, para a nova época desportiva, Miguel Teixeira, referência do desporto penaguiense e da região com um percurso igualmente ligado à formação, referiu no mais recente episódio do “Bola aos Montes” que o Real de Penaguião tem 22 jogadores inscritos nos juniores e pretende inscrever equipas nos escalões de juvenis, benjamins (sub-10 e sub-9), traquinas, petizes e futebol feminino em sub-15.

Por Gonçalo Novais

Menu