Intenso “trabalho de campo” como na secretaria da Federação de Motociclismo de Portugal garantem perfeito desenrolar do 19.º Portugal de Lés-a-Lés, evento mototurístico que está a um passo de ver esgotado o limite de 1500 inscrições.
Em Vila Pouca de Aguiar, por outro lado, prosseguem os reconhecimentos do Passeio de Abertura que, a 14 de junho, marcará o arranque da 19.ª edição da maior maratona europeia sobre duas rodas. Espécie de prólogo, elaborado com imprescindível apoio dos elementos do Moto Clube do Corgo, e que, ao longo de 94 quilómetros, passa por muitos e belos carvalhais e soutos, onde não faltam árvores centenárias.

Mas há mais, muitos mais pontos de interesse, monumentais como arqueológicos, ambientais como… gastronómicos. Do imponente Castanheiro de Vales, árvore com mais de 500 anos e cujo tronco tem circunferência de 14,4 metros, ao gigantesco pedregulho de granito que os participantes terão de arrastar às 19 horas do dia 14 de junho, na estrada N2 em pleno coração da vila. Momento inédito, único e memorável na história do Lés-a-Lés que ajudará a abrir o apetite para o jantar de receção a toda a comitiva, com degustação da gastronomia aguiarense no bonito Mercado Municipal, de portas abertas pela Câmara Municipal de Vila Pouca de Aguiar.

Momentos de turismo e confraternização em dia que assistirá às renovadas Verificações Técnicas, em espaço mais amplo e funcional, permitindo maior celeridade nos procedimentos, confirmações e entregas de material para que todos possam partir o mais cedo possível para o espetacular Passeio de Abertura. Arranque para a mais extensa edição de sempre, com mais de 1100 quilómetros entre Vila Pouca de Aguiar a Faro, com paragem no Fundão e Elvas, percorrendo, de 14 a 17 de junho, algumas das mais pitorescas estradas nacionais, regionais e municipais. Evento mototurístico pensado para dar a conhecer alguns dos mais surpreendentes locais do País e que estreia figurino com Passeio de Abertura e três etapas, mais curtas em aventura de acrescida intensidade mototurística à descoberta de um Portugal realmente singular.

Mas, para desfrutar das fabulosas paisagens transmontanas, mas também durienses, beirãs, alentejanas ou algarvias, é necessário garantir a inscrição no 19.º Portugal de Lés-a-Lés, em processo que tem 30 de abril como limite. No entanto, e atendendo ao ritmo impressionante a que decorrem, estando muito perto dos 1200 participantes, o mais provável é que o limite de 1500 participantes seja atingido antes dessa data. Inscrições que deverão ser feitas online, através da página www.les-a-les.pt, e custam 150 euros, exclusivamente para detentores do Cartão de Motociclista da FMP.

Deixar comentário

Comentário