Pedras Salgadas – Vidago, 2-0: Pedras vence dérbi termal

O Pedras Salgadas venceu o dérbi termal frente ao Vidago, por 2-0, no Estádio da Portelinha, jogo relativo à 19.ª jornada da série A do Campeonato de Portugal .

João Batista (84’) e Manu (90+3) marcaram os golos do triunfo que permite à equipa treinada por Andrés Madrid, agora com 22 pontos no 8º lugar, sair da zona de despromoção em troca com o Vidago, que ao sair derrotado deste “embate” cai para o 9º lugar, o primeiro em zona de descida.

Foi uma vitória justa da equipa de Andrés Madrid, pois teve mais intensidade no dérbi, foi mais acutilante do meio campo para a frente, mormente na segunda parte, período onde obrigou o adversário a defender mais junto da sua área.

A equipa da casa entrou na partida a tentar impor o seu jogo, mas o Vidago mostrava-se em campo com boa organização defensiva. A equipa de Vitor Gamito apresentando um bloco mais baixo, impedia que o adversário criasse situações de finalização, e tentava responder em transições rápidas de contra-ataque, com Ricky e Elias a serem os homens mais perigosos neste capitulo.

Aos 38 minutos, Elias num desses lances esteve perto de marcar, não fosse a saída rápida e arrojada de Cajó.

O Pedras tinha mais bola, estava mais perto da baliza adversária, mas foi através de um lance de bola parada, que conseguiu criar a primeira situação de perigo eminente. João Batista, aos 42 minutos na marcação de um livre direto à entrada da área fez embater com estrondo o esférico na barra da baliza de Tiago Guedes.

Foi o primeiro sinal de aviso da equipa da casa , que no minuto seguinte esteve novamente perto do golo , com João Pais descaído pela esquerda a rematar forte para grande intervenção de Tiago Guedes.

A segunda parte foi marcada por um maior domínio e toada atacante da equipa da casa, com o primeiro remate à baliza, com algum perigo, a acontecer ao minuto 55, com João Pais em zona frontal a rematar por cima.

Aos 60 minutos, João Pais esteve novamente em, evidencia com um remate ao poste da baliza de Tiago Guedes.

Novas oportunidades surgiram para a turma da casa , com Manu aos 69 minutos a não dar o melhor seguimento a um cruzamento de Didi, com a bola a passar muito perto do poste direito da baliza do Vidago.

A formação de Vitor Gamito, tentava responder a este maior ascendente dos da casa e o recém-entrado Edu Paiva a passe de Elias , numa transição rápida, aos 74 minutos, esteve muito perto de inaugurar o marcador, valeu ao Pedras a grande intervenção de Cajó.

O jogo caminhava para o final, com o Vidago a defender o empate e o Pedras à procura do golo , que viria a surgir aos 84 minutos, num cabeceamento mortífero de João Batista, na sequencia de um pontapé de canto.

A partir daqui, o Vidago subiu mais no terreno na procura do golo da igualdade, deixando mais espaço no setor recuado, que viria a ser aproveitado, por Manu, em tempo de compensação (90+3), para fechar as contas da partida.

Na próxima jornada o Pedras Salgadas recebe o Merelinense, enquanto o Vidago jogo no João de Oliveira frente ao Mirandela.

PEDRAS SALGADAS – VIDAGO, 2 – 0

Pedras Salgadas: Cajó; Musa (Leandro, Leandro, 60); David; João Batista; Maviram; Tomás (Manu, 60); André Sousa; Okoli (Gabi, 76); João Ricardo; João Pais (Hassan, 76) e Didi (Kiko, 89).

Treinador: Andrés Madrid.

Vidago: Tiago Guedes; Jorginho (Adão, 85); Pedro Miguel; Nuno Abreu; Parini; Nonso; Gabi; Afonso (Edu Paiva, 63); Joni; Ricky (Luís Borges, 79) e Elias

Treinador: Vitor Gamito.

Local: Estádio da Portelinha – Pedras Salgadas

Árbitro: Pedro Ferreira (AF Braga).

Ação disciplinar: cartão amarelo para Musa (32 e 90+3), Didi (71) e Tomás (84). Cartão vermelho por acumulação de amarelos, Musa (90+3).

Ao intervalo: 0-0.

Golos: 1-0, João Batista (84); 2-0, Manu (90+3).

Menu