Pedras Salgadas goleia Maria da Fonte e segue em frente na Taça de Portugal

O Juventude de Pedras Salgadas, venceu este domingo por 5-1 no reduto do Maria da Fonte, avançando assim para a terceira eliminatória da Taça de Portugal em futebol.

Num jogo que fica marcado por três penaltis bem assinalados, e três expulsões justas, por duplos cartões amarelos – duas para os da casa e uma para os visitantes, o triunfo da equipa termal não sofre contestação, como o próprio resultado o espelha, já que realizou uma exibição personalizada e segura, deixando antever um futuro mais risonho.

A equipa termal entrou melhor na partida e, praticamente, a ganhar. Aos oito minutos, Jorge Chula num grande golo, após um remate teleguiado, desferido à entrada do meio campo contrario, fez inaugurar o marcador.

A formação local tentou respondeu e ainda conseguiu disputar o jogo no meio-campo, mas mostrou ineficácia em criar oportunidades.

Aos 29 minutos, foi assinalado penalti, por derrube a Jussane, dentro da área . Chamado a marcar o castigo máximo, Ruca não desperdiçou a oportunidade e aumentou a vantagem da equipa termal.

Aos 43 minutos novo penalti assinalado aos homens da casa, por falta dentro da área sobre um dianteiro visitante, com Ruca a converter novamente com exito.

No minuto seguinte, nova contrariedade para a turma local, com o recém-entrado Tanela, a ver o segundo cartão amarelo e a consequente expulsão.

Já em tempo de compensação da primeira parte (45+6), Bruno na única falha defensiva da turma termal, reduz a desvantagem no marcador.

No inicio da etapa complementar, a equipa da casa ainda esboçou uma pequena reação. Contudo, sem criar situações, que colocassem em perigo a baliza de Hugo Silva.

Aos 65 minutos, mais um derrube na área local a Jussane, com novo penalti a ser assinalado pelo arbitro da partida e com Ruca novamente a concretizar da melhor forma.

Aos 74 e 78 minutos, mais duas expulsões por duplos amarelos, uma para cada lado, primeiro para Cabreira e depois para Sardinha , que esteve apenas oito minutos em campo.

Com uma vantagem confortável, a equipa de Ricardo Teixeira passou a gerir o jogo com calma até ao final e em cima do minuto 90, Diogo Lopes, numa concretização perfeita a passe de Jussane, fechou as contas da partida.

Um dos destaques desta partida recai naturalmente em Ruca, autor de três golos, todos eles na conversão de penaltis, assinando um hat-trick.

Ficha de jogo:

Estádio dos Moinhos Novos, em Póvoa do Lanhoso

Maria da Fonte 1-5 Pedras Salgadas

Árbitro: Humberto Teixeira (AF Porto)

Maria da Fonte: Pedro Sá, Alvinho (Tanela, 20), Márcio, Cabreira (Luiz Alberto, 79), Pedro Campos (Rui Borges, 66), Caseiro, Telmo, Joãzinho, Henrique, Miguel Lima e Bruno
Treinador: Dinis Rodrigues

Pedras Salgadas: Hugo Silva, David, Rui Rampa, José Santos, Assis, Pedro Silva, Ruca (André Sousa, 84), Marcelo, Jorge Chula (Sardinha, 70), Jussane e Diogo Lopes (Fábio Carvalho, 90+1)
Treinador: Ricardo Teixeira

Ao intervalo: 1-3

Golos: 0-1, Jorge Chula (8); 0-2, Ruca (29 pen.); 0-3, Ruca (43 pen); 1-3, Bruno (45+6); 1-4, Ruca (65 pen); 1-5, Diogo Lopes (90).

Ação disciplinar: cartão amarelo a Tanela (26 e 44), Caseiro (57), Jorge Chula (67), Hugo Silva (71), Cabreira (72 e 74) e Sardinha (72 e 78) .

Cartão vermelho a Tanela (44), Cabreira (74) e Sardinha (78).

AFVR (Divisão de Honra): Resultados e marcadores da 4ª jornada
Pedras Salgadas e Chaves seguem em frente na Taça de Portugal

Conteúdo relacionado

Menu