PATINHOS FEIOS

 O Benfica sofreu para vencer o Tondela, mas conseguiu alcançar o 2-1, aos 88 minutos, e isolar-se no topo da classificação do campeonato. As águias começaram a perder, estiveram em desvantagem até aos 71´, mas Rafa e Gilberto garantiram a reviravolta no marcador e mais três pontos.

 Ora, no final do encontro, Jesus voltou a referir-se ao brasileiro como sendo o patinho feio do plantel para os adeptos. De facto, desde que JJ regressou à Luz, o lateral terá sido um dos reforços mais criticados e percebia-se que assim o fosse. Durante muito tempo, o ex-Fluminense não mostrou os requisitos mínimos para ser uma opção regular num clube com as aspirações dos Encarnados, mas a verdade é que Gilberto, que perdeu o lugar para Diogo Gonçalves, soube esperar o seu momento e está agora, finalmente, a dar boas indicações.

 Foi decisivo na vitória desta jornada, sendo que também já tinha marcado na Rússia, frente ao Spartak, e mesmo exibicionalmente tem melhorado. No entanto, até pelo facto de Lázaro poder estar prestes a chegar, não é líquido que continue a cair nas boas graças de Jesus nos próximos tempos.

 Em sentido inverso, o Sporting empatou em Famalicão e atrasou-se, Palhinha impediu a derrota, assim como Adán, que voltou a ser determinante, numa noite em que os Leões estiveram longe dos pergaminhos evidenciados até aqui. No fundo o Sporting até se pode dar por satisfeito por ter garantido um ponto.

 É certo que a turma de Rúben Amorim teve oportunidades na 2º parte, mas o Famalicão conseguiu condicionar o campeão em título e permanece sem perder em casa com os Verde e Brancos, desde que regressou ao principal escalão do futebol português. Perante os dois primeiros pontos perdidos na temporada, as críticas a determinados jogadores votaram a surgir e nenhum foi tão visado como Paulinho. O avançado desperdiçou uma ocasião clamorosa para o 2-1 e parece estar prestes a assumir o estatuto de patinho feio do XL.

 O português é importante na forma como baixa em apoio e liga o jogo com a equipa, mas não se está a encontrar com o golo e isso é determinante na análise às suas exibições, sobretudo tendo em conta o preço dos seu passe.

 Por fim, Bruno Costa, outrora quinta opção na hierarquia dos médios do FC Porto, foi titular nas quatro primeiras jornadas (três vitórias) e parece estar a ganhar um estatuto que não era expectável.

Orlando Fernandes (Jornalista)

Menu