Opinião: Fábio Coentrão, é bom estar em casa

 Fábio Coentrão está de regresso ao Rio Ave. Este foi o último emblema, representado pelo internacional português em 2018/2019 e, agora o lateral-esquerdo retoma a carreira na sua quarta passagem pelo clube onde nasceu para o futebol.

 Já tinha sido antecipado o regresso do defensor de 32 anos ao futebol e a Portugal, pois chegou a circular, já neste defeso, a informação de que existiriam negociações envolvendo o jogador e o Moreirense, com as partes a não chegarem a um entendimento.

 Fábio Coentrão entretanto, já deixou uma mensagem, bastante emotiva nas redes sociais, durante o dia de ontem, depois do Rio Ave o ter oficializado como o reforço. “Foi este o meu ponto de partida para o mundo do futebol. Foi aqui o início de um caminho que me levou a viver uma aventura de que me orgulho e que sempre levou Vila do Conde (Caxinas) e o Rio Ave presente”, enunciou o experiente futebolista, que já passou por grandes emblemas.

 “Pisei os palcos mais afamados, os relvados mais conhecidos. Vivi emoções que jamais imaginava poder viver. Partilhei o ´Olimpo´ com o ´Deuses´ do futebol. Conquistei e ajudei a conquistar o que era impensável para um rapaz que um dia saiu desta cidade e deste clube”, recordou, recuperando as passagens pelo Real Madrid, Benfica e Sporting, onde contribuiu para a conquista de duas Ligas espanholas, uma Taça do Rei, uma Supertaça de Espanha, duas Ligas dos Campeões, uma Supertaça europeia e dois Campeonatos do Mundo de clubes, uma Liga portuguesa e três Taças da Liga.

 E, agora, está de regresso ao conjunto da caravela. “Voltei…Com a mesma paixão que me fez voltar há dois anos. Porque este fogo arde sem cessar, porque sei que ainda tenho tanto para dar, Porque cá dentro vive a mesma vontade de vencer e de lutar do Fábio que daqui partiu um dia. E porque…é ´em casa´ que encontramos o melhor de nós para dar ao Rio Ave…a Vila do Conde (Caxinas). É bom estar em casa”, sublinhou.

 Ao serviço do Rio Ave, Fábio Coentrão cumpriu todas as etapas da formação – foi internacional jovem – e cumpriu 70 jogos pelo conjunto principal.

Orlando Fernandes (Jornalista)

Menu