Opinião: Aves buscas no estádio

O Aves continua a ser envolvido em polémica… Ainda não tinham passado 24 horas do arresto de bens da SAD, devido a ação de uma empresa de construção civil, relativa a dívidas do centro de estágio do emblema de Santo Tirso, levando duas viaturas pesadas de passageiros – obriga a equipa a viajar em autocarro disponibilizado pela Câmara Municipal de Santo Tirso –, quando o estádio foi visitado por agentes da Polícia Judiciária.


Ao recinto deslocou-se bem cedo o presidente do clube, António Freitas, por ter ficado fiel depositário de alguns bens da SAD que não tinham sido levados na véspera, deparando-se então, com os investigadores da PJ, que como é natural, não avançaram os motivos da iniciativa. Sabe-se, apenas, que outros elementos da mesma força policial se deslocaram também às residências de Wel Zhao, presidente do Conselho de Administração da SAD do Aves, e de Estrela Costa, vogal executivo da sociedade desportiva, que tem casa em Arouca.


Desconhece-se se houve apreensão de bens, mas o que resistia no Estádio do Aves pertencente à SAD era muito pouco. Aquando da intervenção do agente de execução, Estela Costa aproveitou para colocar em viatura particular várias pastas respeitantes à gestão da SAD, supostamente à revelia da Guarda Nacional Republicana que acompanhava o arresto e perante o testemunho de muitos populares. Por conseguinte, poderá ter sido infrutífera a intervenção da Polícia Judiciária, pelo menos no recinto da Vila das Aves.


Esta é mais uma fonte de preocupação para os adeptos do emblema de Santo Tirso, que já viram o nome do clube associado a uma série de problemas, entre os quais incumprimento de ordenados com jogadores e técnicos profissionais e funcionários, colocando em risco a participação da equipa.


Também há que recordar a investigação do Ministério Público ao caso Mala Ciao e, mais recentemente em abril deste ano, as suspeitas de viciação de resultados, depois de terem sido tornadas públicas escutas telefónicas alegadamente envolvendo Estela Costa, que obrigaram o Conselho de Disciplina da FPF a abrir um processo e inquérito.

Orlando Fernandes (Jornalista)

Francisco Carvalho reconduzido na presidência do SC Vila Real
Eduardo acaba carreira e vai assumir um papel na estrutura do SC Braga

Conteúdo relacionado

Menu