Nuno Guimarães assina exibição de grande nível na Arrábida

O regresso do piloto da NJ Racing às lides da Montanha terminou com um resultado muito positivo, que antevê enorme progressão ao longo da época.

Nuno Guimarães retomou na 30ª Rampa PÊQUÊPE Arrábida, primeira prova da temporada 2021 do Campeonato de Portugal de Montanha JC Group, a sua longa e profícua carreira na modalidade. O piloto do Peso da Régua, retomava assim a sua adaptação ao SilverCar S2 que adquiriu para a época de 2020, mas que só utilizou na única prova que então disputou, a Rampa Porca de Murça.

Cumprindo o plano de ação, Nuno Guimarães foi paulatinamente ganhando mão ao SilverCar e ao traçado da Arrábida, baixando progressivamente os treinos e apostando fortemente nas subidas de prova. E culminou a sua exibição com um “forcing” nas duas subidas de prova de domingo, onde rodou que nem um “relógio suíço”, registando a sua melhor marca na derradeira tentativa, ao cravar no cronómetro 1:53.245, com toda esta eficácia a guindar o “Capitão” da NJ Racing, ao 7º posto absoluto, 5º dos protótipos e 30 da Divisão B.

O resultado e a exibição deixaram Nuno Guimarães “muito feliz. Sentia falta deste ambiente e desta adrenalina. Sabia que a primeira prova seria difícil pois estava parado há mais de um ano e, logicamente, faltava-me ritmo de competição. E essa premissa ainda é mais relevante quando eu estou num combate com grandes pilotos, que muito admiro e de que sou amigo. São ossos duros de roer e de derrotar!”. Como tal, o carismático “Capitão da Montanha” considera que “o resultado e, sobretudo, o andamento que consegui imprimir deixaram-me muito satisfeito. Fiquei anda mais feliz com o resultado do António Rodrigues, meu colega de equipa. O Toni voltou a dar um pódio absoluto à NJ Racing e isso deixa-nos muito orgulhosos!”.

Quanto ao futuro, Nuno Guimarães quer mesmo “dar muita luta quer ao Toni, quer ao Joaquim Rino e continuarei a ter o pódio absoluto como objetivo. Confio nas minhas capacidades e sei que ainda tenho muita para extrair da capacidade do Silvercar S2. Vou à luta e têm que contar comigo na batalha”, lembrando que “a próxima prova é em Boticas. Adoro o traçado e sei que vou conseguir ser mais rápido. Estou motivado e entusiasmado e também muito feliz por ver este campeonato de que tanto gosto ter tudo para ser um dos mais renhidos dos últimos anos!”.

O Campeonato de Portugal de Montanha JC Group ruma agora a norte, para assentar arraiais no coração de Trás-os-Montes. Será na Rampa Internacional de Boticas que se disputará a 2ª prova da temporada do CPM JC Group.

Menu