Motores: à conversa com Tiago Montes

Tiago Montes, piloto Vila-realense esteve à conversa com o Telmo Augusto (responsável pela secção “Motores” do Desportivo Transmontano).

Tiago Montes, faz-nos um resumo da tua carreira desportiva?

Comecei em 2018, com um Fiat Punto, já o campeonato Legends, Categoria Feup2 ia na segunda prova.
Deu para atacar o título até à última prova mas não fazer uma prova é logo uma diferença de pontos complicada, deu para o vice-campeonato. Em 2019 continuei a evolução com o Fiat Punto, propus-me a atacar o título e foquei-me nisso, no fim do campeonato cheguei ao título nos Feup2.

Em 2019 chegar ao titulo nacional foi um sonho concretizado?

Sem dúvida, sou uma pessoa que quando mete uma coisa na cabeça tenho de a realizar. O ter chegado ao título faz-me encarar actualmente as provas de outra forma, o espírito de competição e a vontade de vencer mantém-se mas estou um piloto mais assertivo.

O que estava pensado para 2020 e o que ainda vais concretizar?

Fazer o Campeonato Nacional de Legends, Motorshow no Porto que foi cancelado devido à pandemia.
Nos Legends falhei a prova de Braga por opção para não sobrecarregar o orçamento já que tive de evoluir o carro.

As provas de velocidade são as tuas preferidas?

Sim, sem dúvida embora tenha experimentado resistência de Rallycross e me tenha divertido bastante.

Está previsto para o futuro participações em outras modalidades? Rampas, Rally ou outras?

Por enquanto está fora de questão. Resistências de Rallycross pelo convivo até poderá acontecer mas o orçamento não estica muito, infelizmente

Onde gostavas de chegar, no desporto automóvel?

Estou onde sempre quis estar, partilho as grelhas com pilotos que cresci a ver correr e que sempre os idolatrei. Evoluir dentro dos Legends mas sem voos muito altos, facilmente se consegue transformar o mundo automóvel num vício e sem ter os pés bem assentes na terra facilmente se entra em loucuras e se perde o rigor orçamental!

Como nasceu o gosto pelo desporto automóvel?

Das corridas em Vila Real nos fins dos anos 80 inícios de 90, de acompanhar o meu pai ao Estoril para ver as provas com o saudoso Manuel Fernandes e onde o Manuel Pedro Fernandes andava na Fórmula Ford, bons tempos e grandes recordações sem dúvida!

DT: Correr nos Legends, com tantos amigos e conhecidos a dividir a pista contigo, é benéfico ou um problema acrescido?

Benéfico sem dúvida, tento aprender com todos eles, o ambiente é bastante positivo, claro que às vezes há situações mais apertadas, mas resolve-se e vamos para a próxima prova dar o máximo para vencer.
Partilhar o mesmo espaço no Paddock com o Manuel Pedro Fernandes e com o João Sousa é um motivo de orgulho para mim, tento andar sempre atento ao que dizem e fazem para ser sempre um piloto melhor.

DT: Qual foi, até agora, o teu adversário mais difícil?

Esta é fácil! O Pedro Pinto, uma autêntica “carraça”, no bom sentido da palavra claro! Eu para estar onde estou e ter evoluído até este ponto devo aos meus adversários.

DT: Quem é o teu ídolo?

Lewis Hamilton/Ayrton Senna

DT: Para 2020, compraste um Honda Integra. O Porquê dessa escolha?

Para muitos era a escolha natural! Eu sempre disse que o carro que mais prazer me deu numa pista foi um Caterham, mas quando vi que podíamos avançar para um Integra nem pensei duas vezes.
É um carro que tenho de estrada em casa desde 1998, foi do meu pai e desde os 19 anos que o conduzo, encontramos um de competição na Eslovénia e fizemos o carro chegar a Portugal! Uma boa aventura!

DT: O Datsun clássico, é para terminar, ou é um projecto abortado?

É para terminar (espero eu)! A grande questão será quando, as provas consomem muito dinheiro e não chega para tudo.

DT: A tua pista favorita?

Vila Real claro!

DT: Como descreves o correr nas ruas da nossa cidade, no Circuito Internacional de Vila Real?

Simplesmente fantástico, é aquele fim de semana que nós esperamos durante todo o ano, este ano a pandemia trocou-nos as voltas mas espero que o regresso seja em grande! Permite-me só fazer uns agradecimentos à JC Motorsport, à minha família, à Real Office, Neighbours Gin e Respiramos Gasolina por todo o apoio! Obrigado.

Obrigado Tiago Montes, por teres aceitado colaborar com o Desportivo Transmontano. Desejamos a melhor das sortes para a tua vida pessoal, profissional e desportiva.

Fotos by : K1n5E Photos (João Necho)

Menu