Mais de 3 milhões de euros no Complexo Desportivo de Salto

Distrital, Futebol

Mais de três milhões de euros é quanto vai custar o Complexo Desportivo de Salto, obra que promete ser uma referência no concelho de Montalegre. O investimento (3.618.806,63€ + IVA) é constituído por um pavilhão gimnodesportivo, um campo de futebol, um extenso arranjo urbanístico e pagamento de expropriações. As infraestruturas polivalentes irão «apoiar o desporto e a formação escolar, dar qualidade de vida aos residentes e contribuir por fixar a população». Segundo as previsões, a obra está concluída nos próximos dois anos.

A vila de Salto – concelho de Montalegre – vai ter um moderno Complexo Desportivo orçado em mais de 3,6 milhões de euros. A garantia é dada pelo presidente do município, Orlando Alves, que faz questão de esclarecer que este investimento irá «servir toda a população do Baixo Barroso onde vivem cerca de 5.000 pessoas, especificamente a população escolar e o Grupo Desportivo e Cultural de Salto, cuja equipa joga no campeonato distrital da Associação de Futebol de Vila Real».

«PROJETO AUDACIOSO»

O presidente da Câmara de Montalegre explica que o projeto incorpora um pavilhão desportivo, um campo de futebol de relva sintética e obras de urbanização na vila saltense. O presente, sublinha o edil, «é trabalhar nas expropriações do terreno e avançar, depois, com o processo de construção». Orlando Alves anota que estamos perante «um projeto audacioso, um projeto caro, que no seu cômputo geral, com expropriações e tudo o resto, vai rondar os três milhões de euros». A ideia, reforça, «é tentar apresentar uma candidatura do projeto a fundos comunitários no âmbito do próximo Quadro Comunitário de Apoio». Todavia, garante, «a obra irá avançar mesmo só com verbas municipais».

VILA MAIS URBANA

Dentro de dois anos, a vila de Salto irá cumprir uma velha aspiração: ter um espaço desportivo digno para o exercício ad prática desportiva. O local será atração para todos aqueles que visitaram a terra onde reside o solar da raça barrosã. Orlando Alves lembra que este investimento «poderá ser mais um daqueles projetos de grande dimensão, como foi a estrada de Montalegre para Chaves, que terá de ser integralmente suportado pelo orçamento municipal». A fechar, o autarca refere que esta obra confere uma maior urbanidade à vila ao mesmo tempo que irá «fazer justiça para com o Grupo Desportivo e Cultural de Salto, único clube que milita nos distritais da A. F. Vila Real em terra batida o que representa uma indignidade para os 116 atletas nele inscritos e uma vergonha para o município de Montalegre». Acrescentou ainda que esta aposta económica em Salto «decorre do que se fez em Vilar de Perdizes e do campo de treinos do Centro Desportivo e Cultural de Montalegre que se perspetiva e cujo projeto está em andamento».

CP (Série A): Pedras Salgadas atrasa-se na luta pela manutenção
AFVR (Divisão de Honra): Ribeira de Pena anuncia saída do treinador

Conteúdo relacionado

Menu