Futsal: Jorge Braz volta a ser eleito melhor selecionador do Mundo

Futsal

O selecionador nacional de futsal, Jorge Braz, de 47 anos, natural de Sonim, concelho de Valpaços, foi eleito pelo segundo ano consecutivo como o melhor selecionador de futsal do mundo, anunciou esta quinta-feira o site Futsal Planet, que colocou a seleção portuguesa como a segunda melhor de 2019.

O campeão europeu por Portugal em 2018, bateu, numa votação dos especialistas da Futsal Planet, técnicos como Marquinhos Andrade, selecionador do Brasil, e Sergey Skorovich, que lidera a Rússia.

A equipa das quinas ficou em segundo no ranking das seleções, atrás do Brasil, e à frente da Espanha, por apenas dois pontos.

Em declarações o site da Federação Portuguesa de Futebol, Jorge Braz destacou o número de nomeações que o futsal português teve e considera que o prémio conquistado o enche de orgulho pois é um sinal de que o trabalho desenvolvido enquanto Selecionador e Coordenador do Futsal é bem feito.

“Esta distinção é importante para valorização do futsal português. Vencer em dois anos consecutivos e ter este reconhecimento é sinal de que o trabalho desenvolvido tem vindo a dar frutos. É uma hora enorme por ser igualmente, enquanto Selecionador, o Coordenador de todo o futsal nacional. Este é um prémio de todo o futsal nacional. Essa evidência é clara quando existem tantos nomeados – a Ana Catarina ficou em segundo lugar, o Nuno [Dias] e o Joel [Rocha] também em destaque. Este é um prémio individual que muito me honra, mas é mais um prémio muito representativo de tudo o que tem sido desenvolvido no futebol nacional. Sou o Selecionador e Coordenador de toda a estrutura e este prémio reflete a preocupação e o trabalho de desenvolvimento efetuado com todo o fustal desde as escolinhas aos seniores, no masculino e no feminino. O que evidencia esse trabalho, reforço, é o número de nomeações que o futsal português teve. É uma honra enorme, um grande orgulho e satisfação ser Selecionador Nacional.”

Curso de Formação Inicial de Dirigentes a partir de casa
Opinião: Futsal de Formação, e Agora?

Conteúdo relacionado

Menu