Francisco Marrão e Luís Facote concretizam um sonho no mítico Circuito de Vila Real

Piloto de Vila Real será acompanhado por Luís Facote, que concretiza um sonho de criança ao disputar o mais famoso circuito citadino português.

Depois de uma carreira que passou pela Montanha e pelos troféus da Velocidade, Francisco Marrão regressa ao Circuito de Vila Real, no próximo fim de semana, para uma estreia absoluta: pilotar um Fiat Punto 85 no Campeonato de Portugal de Velocidade 1300.

Não é fácil explicar a cultura que existe em Vila Real em torno dos automóveis, das corridas e do famoso Circuito. Na juventude, Francisco Marrão ‘escapava-se’ de casa, na aldeia de Torneiros, a 10 minutos da famosa Reta de Mateus, para sentir o aroma inconfundível da gasolina de competição e viver as emoções das corridas de motos e de automóveis no Circuito de Vila Real. O ‘bichinho’ das corridas já estava na família e em 2007, numa aposta com o padrinho, cumpriu o sonho de correr pela primeira no Circuito de Vila Real, com o ‘eterno’ Datsun 1200 de troféu. Foi o início de uma carreira que passou pelo Campeonato de Portugal de Montanha, com o Datsun, um Ford Escort Mk1 e com os SEAT León Supercopa, sempre com o regresso anual ao Circuito de Vila Real. Em 2018, passou para a Velocidade e para o competitivo Kia Picanto GT Cup. Foi nesse disputado troféu monomarca que conseguiu o pódio mais saboroso da sua carreira, um 3.º lugar arrancado ‘a ferros’… no seu Circuito de Vila Real.

No próximo fim de semana, o mais famoso circuito citadino regressa à atividade, depois de dois anos de paragem devido à pandemia mundial. Será o palco da estreia de Francisco Marrão com um Fiat Punto 85 do Campeonato de Portugal de Velocidade 1300, na categoria Legends. E será também um momento muito especial para o seu amigo e companheiro de equipa, Luís Facote, mecânico de profissão e que, tal como Francisco Marrão, sempre acalentou o sonho de um dia ser piloto e correr no circuito da sua terra-natal.

“O grande impulsionador desta estreia com o Fiat Punto foi o Nuno Gouveia, que é o dono do carro e que nos convidou para esta prova. Um agradecimento especial ao Nuno”, realçou Francisco Marrão. “Como o Luís (Facote) é um amigo que sempre sonhou ter esta oportunidade de ser piloto, conseguimos alguns apoios para fazer o Circuito e partilhar este momento especial. São estas histórias de amizade e de paixão pelas corridas que também tornam o Circuito de Vila Real uma prova especial. Para mim, o grande desafio será descobrir o carro com muito pouco tempo de treinos, pois nunca guiei o Fiat Punto. Penso que não deverá ser muito diferente do Kia Picanto de troféu, embora o Punto não tenha motor turbo e autoblocante. Vamos dar o nosso melhor e desfrutar ao máximo do regresso das corridas à nossa cidade e à nossa região”, afirmou o popular piloto transmontano.

A prova do Campeonato de Portugal de Velocidade 1300 deverá ter mais de três dezenas de carros no Circuito de Vila Real. A qualificação realiza-se na próxima sexta-feira (14h25), a Corrida 1 disputa-se no sábado (10h15) e a Corrida 2 no domingo (09h15).

Menu