FC Santa Marta perde com Camacha e é eliminado da Taça de Portugal

A equipa de Justino Ribeiro perdeu em casa contra o Camacha, por 3-0, e deixa a competição na 1ª eliminatória.

O FC Santa Marta foi esta manhã, afastado na 1ª eliminatória da Taça de Portugal, ao cair no Municipal de Santa Marta frente ao Camacha, por 3-0. O resultado foi justo e esclarecedor daquilo que se passou em campo, uma vez que os penaguiotas nunca conseguiram impor o seu futebol e andaram sempre atrás do resultado.

Logo aos 7 minutos, na sequência de um canto, surge o primeiro golo do jogo. Canto batido, há um primeiro cabeceamento para o coração da área, a bola é cortada pela defensiva penaguiota e no ressalto o central Luís Miguel remata forte (a bola ainda bate no poste e entra). Um golo de belo efeito e sem hipóteses.

A toada do jogo manteve-se, com a equipa penaguiota sempre mais preocupada em defender e sem nunca pressionar alto, e com o Camacha a fazer circular a bola, sempre dominando.

O segundo golo nasce de um passe que entra forte no extremo Victor, que dribla três adversários (numa excelente jogada individual) e cruza para Leo, que sozinho ao segundo poste, só teve de empurrar de cabeça para o fundo das redes.

Os penaguiotas só a espaços tinham algum ascendente, sendo Zé Mota o mais inconformado e o único que tentava remar contra a maré, mas a sua equipa nunca conseguia criar lances de golo. Até ao intervalo não houve mais situações de registo.

Logo nos primeiros minutos da segunda parte a equipa comandada por Justino Ribeiro tem a sua melhor oportunidade para marcar e reentrar no jogo, num lance em que Agostinho Soares remata fraco na emenda de um canto, mas estava sozinho na pequena área e só com o guarda-redes pela frente.

Pouco tempo depois o Camacha dá a machadada final no resultado, num lance perfeitamente evitável (após uma tentativa de cruzamento), o guarda-redes André Ribeiro larga a bola e Huguinho encosta para o terceiro golo dos vistantes.

O jogo perdeu história, perdeu emoção, perdeu fluidez e assim se manteve até final, sem lances de maior interesse.

Vitória justa da formação insular, que assim seguem em frente na prova rainha do futebol português.

Por Luís Martins

Foto: FC Santa Marta

Menu