Epic Racing Vila Real marcou presença nas 24H Toyota Plus Kartodromo de Almeirim

Motores

A Equipa Epic Racing Vila Real esteve presente no passado fim de semana nas 24H Toyota Plus Kartodromo de Almeirim

Depois do 2º Lugar em 2018 e da vitória em 2019, onde conseguiram ainda colocar um kart no 3º posto, as ambições eram altas, mesmo sabendo da enorme qualidade da lista de inscritos.

Na equipa com o Kart nº1 , levaram Hugo Mestre, Pedro J. Pinto, Paulo Ferreira, Albino Carneiro, Renato Bastos, Manel Fernandes, Pedro Alves, Reinaldo Fonseca e Filipe Ferreira.

Na equipa com o Kart 226, estavam Simplício Taveira, Ricardo Fernandes, Luis Vagaroso, António Costa Paulo, Francisco Carinhas,
Ricardo Matos, Jorge Pinto Moura e Paulo Reis.

Não podiam ter começado melhor tendo nos treinos cronometrados conseguindo a pole position com o Kart N° 1 e o 3º posto com o #226 a apenas 0.050s do 2º lugar.
No arranque Conseguiram dar a 1º volta da prova com os dois karts nos 2º primeiros lugares, mas a partir dai tudo mudou.

O Kart Nº1 deixou de curvar para a direita no final da 3ª volta, vieram a descobrir passado umas horas que era um parafuso da manga de eixo que se começou a desapertar. Ainda assim mantiveram o 1º lugar durante 50 minutos.

Após isso, começou um autêntico calvário para ambos os karts. No Kart N°1, uma corrente partida, uma cremalheira que se desapertou, o fundo do kart que se desapertou por 2 vezes, uma manga de eixo que partiu o parafuso, com tudo isto caíram para fora do top10 a mais de 68 voltas da liderança.
Com o enguiço quebrado os bravos pilotos imprimiram um ritmo diabólico, sem qualquer tipo de abuso, ou toque em pista e por volta das 7h da manhã, já estavam no 3° lugar, a “apenas” 40 voltas da liderança.
No meio disto tudo “perderam” um dos pilotos, o Reinaldo Fonseca, que levou com uma pedra num olho (quando o kart estava a ser rebocado para a box..surreal, no mínimo)

Com o aproximar do final da corrida e com alguns azares dos lideres, ainda conseguiram recuperar mais algumas voltas mas não subiram mais na classificação, terminando pela 3ª vez consecutiva no pódio da geral e da classe.

No kart 226, uma inimaginável quantidades de azares, muitos deles provocados por um violente acidente, que destruiu completamente a traseira do kart. Depois de uma longa reparação que os atirou para o último lugar, voltaram à pista e passado 5 Voltas partiu o motor.

Depois de mais um enorme atraso para a substituição do motor e quando estavam a começar a recuperar posições, o 2º motor começou também ele com problemas. Terminou com a quebra de um eixo e a destruição da embraiagem. Não havia mais nada a fazer senão encostar. Por volta das 7h da manhã, conseguiram arranjar novo motor. Foi montar esse motor e por o kart em pista para terminarem a prova com os 2 karts. Nessas últimas horas, ainda conseguiram recuperar duas posições, terminando em 13º da Geral e 7º da Classe.

Com isto escreveram mais uma pequena história, com o piloto mais novo de sempre a terminar esta prova, Francisco Carinhas, piloto da Lousã, que fez a estreia na equipa nesta corrida.

Os grandes vencedores desta edição foram a Casas Do Ambiente – Estruturas de Madeira que fizeram uma prova sem erros, com um forte andamento de todos os pilotos da equipa e sem grandes problemas no seu bem preparado kart.

Em 2º ficou a S-Kart Clube. Esta equipa dominou as primeiras horas de prova com um ritmo endiabrado do Pedro ED Carvalho e Fernando Ribeiro, rodando facilmente 1s abaixo de todos os outros. Mas perto do final da prova algumas avarias retiraram-lhes uma vitória que parecia mais que certa.

Uma noite ingrata para o mecânico da equipa Albino Carneiro, que esteve horas seguidas em reparações, mas que nunca deitou a toalha ao chão. A equipa dedicou este pódio ao seu mecanico, que desta vez teve a preciosa ajuda do Paulo Reis.

O chefe de equipa agradece a todos aqueles que mandaram dezenas de mensagens e telefonemas de apoio, principalmente quando as coisas estavam menos bem.

Telmo Augusto, enaltece ainda a postura, entreajuda, amizade, companheirismo dos pilotos da equipa, que mesmo com um dos karts parado horas a fio, ajudaram no que lhes foi possível à equipa que estava em pista. ….. Foram exemplares!!!

Pela “Bila”, Sempre!

Menu