O Montalegre somou o terceiro triunfo consecutivo na fase de manutenção do Campeonato de Portugal Pio – Série B, ao vencer em casa o Camacha por (1-0).

Foi difícil, muito difícil o triunfo dos barrosões diante de uma boa equipa como é este Camacha. Jogo com duas partes distintas, a primeira em que o Camacha foi melhor e a etapa complementar onde a equipa da casa se superioriza ao seu adversário.

Na primeira metade o conjunto madeirense apresentou-se com a lição bem estudada, a preencher bem os espaços, compacto a defender e a sair melhor para o ataque, sempre com grande critério. O Montalegre sentiu grandes dificuldades, não conseguia soltar-se das amarras do Camacha que cria a primeira oportunidade de golo num remate forte do ex-jogador do União da Madeira, Miguel Fidalgo. Dois minutos depois, João Rui volta a fazer tremer a baliza barrosã. De seguida é o pequenino Maurílio a rematar forte mas sem direção. Ao intervalo 0-0.

Na segunda parte a música foi outra, o Montalegre a jogar mais rápido, determinado e com grande fúria. Os madeirenses entram sonolentos no reatar e sofrem logo aos seis minutos num cabeceamento letal do senegalês Zack. Dois minutos depois, livre de Gabi bem apontado e defesa apertada de Marco, na recarga João Fernandes atira por cima. Reage o conjunto do Camacha mas Michel chega e sobra para as encomendas, evita o golo por duas vezes com cortes providenciais. O Camacha sobe as suas linhas e descura um pouco a sua retaguarda, o Montalegre aproveita e Paulo Roberto serve Aliu que, em boa posição, atira forte mas ao lado.

A tarefa do Montalegre fica facilitada depois da expulsão de Toni. O capitão do Camacha derrubou Aliu que se isolava para a baliza de Marco. Apesar de jogar com quatro homens na frente (Fidalgo,Jójó, Diop e Marquinho) os madeirenses não conseguiram chegar ao golo e o Montalegre festejava a terceira vitória consecutiva. Arbitragem positiva.

O Montalegre está em posição tranquila para selar a manutenção nos nacionais do futebol português!

Deixar comentário

Comentário