CP (Série A): Triunfo soado do Montalegre na receção ao Berço

Grande jogatana de futebol entre transmontanos e minhotos. O Montalegre foi superior na primeira parte mas na etapa complementar o Berço mostrou que é uma formação a ter em conta.

Entrou muito determinado o conjunto de José Manuel Viage, com boa circulação de bola, compacto a defender e a chegar rápido à zona de finalização. E logo no minuto cinco, depois de uma bola parada, o CDC Montalegre chega ao golo por Adílson, o defesa ex Olhanense foi lá à frente e, em boa posição, fulminou as redes da baliza.

Responde Welton, o melhor do Berço, com remate forte para boa intervenção de Nuno Rafael.

Os transmontanos foram sempre melhores durante o primeiro tempo, com bom jogo interior e exterior.

O Berço parecia surpreendido com o rival e chega ao intervalo em desvantagem.

A etapa complementar foi diferente – o Berço aparece mais desenvolto nas ações e obriga o Montalegre a recuar. Estamos em crer que baixa demasiado as suas linhas a formação Montalegrense.

Aos 50 minutos, Fontes cai dentro da área mas Marcelo permite intervenção ao guarda-redes Nuno Rafael, na transformação da grande penalidade. Está em grande momento o dono da baliza barrosã que, ao minuto 53, volta a negar o golo ao cabeceamento de Joyce. Foi a defesa da tarde…

Os da casa punham-se a jeito, e aos 71 minutos grande jogada do Berço quase termina em golo, porém o disparo de Joyce sai ligeiramente ao lado do poste direito.

O Montalegre sacode um pouco a pressão mas o remate de Rúben das Neves sai por cima. No minuto seguinte, Zack atira à barra e quase arruma com a partida… Com o Berço a arriscar tudo, o Montalegre aproveita e cria muito perigo – João Fernandes e Adão obrigam João a duas intervenções apertadas…

Mesmo com menos uma unidade, por expulsão de Miranda, a equipa minhota continuava perigosa – Carlos Rocha era também expulso com vermelho direto, bem como o diretor desportivo da casa, Miguel Branco.

Já depois do tempo de compensação, aos 98 minutos, e com menos dois homens, o Berço está perto do empate, mas o disparo sai à malha lateral.

Partida bem disputada, com emoção do primeiro ao último minuto e com um ritmo muito alto. O campeonato promete, apesar da “procissão ainda ir no adro”, como se costuma dizer…

”Grande vitória num grande jogo de futebol, o resultado é justo, apesar do jogo estar em aberto até ao fim. Quero dar os parabéns aos meus jogadores que fizeram um trabalho fantástico! Foi uma vitória sofrida mas muito saborosa!”, considera o treinador do Montalegre José Manuel Viage.

Já o jovem técnico do Berço, Ricardo Martins, lamenta o segundo desaire fora de portas: “ Tivemos que correr atrás do prejuízo, lutámos, corremos, na segunda parte merecíamos um pouco mais por aquilo que fizemos.”

Nuno Carvalho

FICHA DO JOGO

Estádio Dr. Diogo Vaz Pereira, em Montalegre

Montalegre 1-0 Berço

Árbitro: João Pereira (A.F. Aveiro)

Montalegre: Nuno Rafael, Tiago Oliveira, Adilson, Álvaro Branco, Luan, João Fernandes ©, Rúben Neves (Ruizinho 80), Lio Guerra, Davou, Zangão (Zack 67) e Adão (Vítor Pereira 90+2).

Treinador: José Manuel Viage

Berço: João, Sau (Almeida 60), Joyce, Carlos Rocha, Figueiras, Chico ©, Danilo (Miranda 68), Welton (Remy 79), Marcelo, Hugo e André Fontes.

Treinador: Ricardo Martins

Ao intervalo: 1-0

Golos: 1-0, Adilson (5)

Ação Disciplinar: cartão amarelo para Rúben Neves (1), Nuno Rafael (20), Adílson (48), Zangão (67) , Miranda (74 e 81), Zack (74), Chico (75), João Fernandes (77), Joyce (79), Lio (87).

Cartão vermelho para Miranda (81) , Carlos Rocha (90+5), Miguel Branco – diretor desportivo do Montalegre (90+5)

Sorteado calendário da Divisão de Honra da AF Vila Real
SC Vila Real prevê viagem difícil à Madeira mas confiante num bom resultado

Conteúdo relacionado

Menu