CP (Série A): Pedras Salgadas-Mirandela, 0-0 (crónica)

Dérbi transmontano termina com nulo no marcador

O dérbi transmontano, entre Pedras Salgadas e Mirandela, não foi além de um nulo (0-0) este domingo, em jogo da 10.ª jornada da Série A do Campeonato de Portugal. Um jogo mais uma vez sem publico e que também não deu os golos que fazem vibrar os adeptos, o “sal” que alimenta este desporto.

Na Portelinha, o dérbi jogou-se sempre com muita intensidade mas com escassas oportunidades de golo. A equipa da vila termal esteve melhor nos primeiros 45 minutos, ao passo que no segundo tempo registou-se um maior ascendente do Mirandela, que jogou desde o minuto 55 em superioridade numérica.

Durante a primeira parte, ficou bem evidente a intenção do Pedras Salgadas, que apesar das dificuldades consequentes da postura do seu opositor, os comandados de Andrés Madrid tiveram alguns momentos de supremacia, nestes primeiros 45 minutos, expressos, sobretudo na posse de bola e num conjunto de situações de algum perigo junto à baliza forasteira, mas que acabaram por não ser finalizadas da melhor forma.

Na segunda parte, a equipa termal até entrou bem , com Manu logo ao 50 minutos, a aparecer isolado na área visitante, valeu a saída rápida e decisiva de Fábio Mesquita para evitar o golo da turma da casa. Contudo, a história do jogo, acabou por mudar a partir dos 55 minutos, quando Gabi recebeu ordem de expulsão, após uma disputa de bola com Gianluca.

A partir daqui, a equipa da casa passou a contar com dificuldades acrescidas, o que possibilitou ao Mirandela apostar mais no setor ofensivo, com o técnico visitante a fazer várias substituições, com o intuito de “empurrar” o adversário para junto da sua área. Contudo, a equipa alvinegra, acabou por não criar as situações claras de golo esperadas, muito por culpa da bem estruturada e organizada defensiva local.

Em suma, atendendo às circunstâncias que teve o jogo, a divisão de pontos acaba por se ajustar.

Texto: Luís Roçadas

PEDRAS SALGADAS-MIRANDELA, 0-0

Pedras Salgadas: Cajó; Leandro; André Alves; João Batista; Maviram; Gabi; André Sousa; André Pinto; Okoli; Manu (Tomás Oliveira, 80) e Musa (João Ricardo, 85).

Treinador: Andrés Madrid

Mirandela: Fábio Mesquita; Timóteo; Corunha; João Sidónio; Edu Silva; Diogo Ramalho (Mário Borges, 60); Gianluca; Carneiro; Motty (Maranata, 60); Patrick (Cheikh, 73) e Kenedy.

Treinador: Rui Borges

Local: Estádio da Portelinha– Pedras Salgadas

Árbitro: Sérgio Soares (AF Porto)

Ação disciplinar: cartão amarelo para Diogo Ramalho (30); Manu (43); Maranata (70); Corunha (76) e João Ricardo (90+1). Cartão vermelho (direto) para Gabi (55).

Menu