Triunfo saboroso mas difícil

Entrou melhor na partida o conjunto do Minas de Argozelo que, por intermédio de China, obriga Tiago Guedes a defesa apertada. O número 70 do Argozelo foi dos melhores em campo, China tentou sempre remar contra a maré barrosã, mas nem sempre foi bem acompanhado.

O Montalegre abre o marcador de bola parada, um canto em que a equipa da casa não consegue afastar a bola e Baba, mais lesto, atira a contar.

Boa reação do Minas ao golo barrosão, Tiago, o avançado do Argozelo, obriga o guarda – redes barrosão a defesa atenta….

No primeiro tempo assistiu – se a um jogo aberto, com os dois conjuntos empenhados em conseguir os três pontos.

A meio do primeiro tempo, excelente trabalho de Paulo Roberto que assiste Bruno Lourenço, porém o ex – Benfica atira por cima.

Aos 25 minutos soberana oportunidade para o Argozelo pois Gene atira forte e à barra, estava batido Tiago Guedes.  Responde o Montalegre por Bruno Lourenço que se isola mas permite uma grande defesa a Diogo para canto. A fechar o primeiro tempo, excelente jogada de envolvimento do ataque do Argozelo que só não dá golo porque Saná corta o lance. Ao intervalo 0-1, jogo aberto, a merecer mais golos numa e noutra baliza.

A etapa complementar foi diferente, o Montalegre não permitiu ao seu adversário chegar tantas vezes com perigo à sua baliza, os barrosões falharam golos incríveis que, a este nível é imperdoável. A equipa barrosã tem um enorme contratempo, logo aos oito minutos lesiona-se Álvaro Branco e Yann tem de recuar no terreno de jogo.

A equipa barrosã recua também, as entradas de Diz, Marquinhos e Luís Rodrigues trazem uma maior frescura ao ataque dos campeões da A.F. Bragança. E aos 71 minutos o empate está perto de ser alcançado, o Montalegre punha-se a jeito e o Minas de Argozelo empata, numa grande penalidade que não nos parece que tenha existido.

Reage de forma enérgica o Montalegre por Prince Bonkat, está perto do golo aos 75 e 78 minutos. No minuto seguinte, Gabi obriga Diogo a grande defesa e na recarga Baba dispara ao lado. Em boa posição, Prince volta a não conseguir marcar, não estava nos seus dias, ele que tem sido dos melhores da equipa barrosã neste início de temporada.Depois do sufoco, China atira forte, todavia o remate sai ao lado.

Já no período de compensação, grande jogada do Montalegre pelo corredor esquerdo, Gabi assiste Bruno Lourenço que chega ao definitivo 1-2. O jogador formado no Benfica, emprestado pelo Aves, volta a ser decisivo.

O técnico do Argozelo, António Forneiro, diz que “ já tem vindo a tornar-se hábito sofrer aos 90”.

José Manuel Viage, treinador principal do Montalegre, considera que foi “uma vitória boa e difícil”.

 

Ficha de jogo

Estádio Municipal de Vimioso

Árbitro: David Silva (AF Porto)

Minas de Argozelo: Diogo, Ivo, Gene (Marquinhos 64), Tiago (Luís Rodrigues 76), Luís Tissí (Miguel Diz 46), Júnior, Pedro Ribeiro, Licha ©, Nélson Roma, Gancho e China.

Treinador: António Forneiro

 

Montalegre: Tiago Guedes, Saná (Fábio Pais 82), Tavares, Yann, Bruno Lourenço, Álvaro Branco (Tomás 53), Digas, Aliu Ronaldo (Gabi 67), Prince Bonkat, Baba e Paulo Roberto.

Treinador: José Manuel Viage

Cartão amarelo a Ivo (90+2) e Luís Rodrigues (90+3)

Golos: 0-1, Baba (16); 1-1 , Miguel Diz (73); 1-2, Bruno Lourenço (90+1)

Deixar comentário

Comentário