CP (Série A): Montalegre vence e já é segundo

Inédito! Montalegre no segundo lugar do campeonato depois das primeiras cinco jornadas.

Grande primeira parte do CDC Montalegre, com ótima circulação de bola, intensidade, qualidade de jogo e a chegar bem às zonas de finalização. De facto os barrosões têm excelentes executantes e um plantel com várias opções para a temporada que é muito longa – podemos desde já dizer que este plantel é superior ao da época passada.

Logo no minuto dois, Lio Guerra, um dos melhores médios do campeonato, obriga Bruno Pinto a defesa apertada para canto. Depois, aos dez minutos, grande jogada do ataque transmontano, só faltou o último toque para as redes.

Os barrosões dominam todos os parâmetros do jogo e o São Martinho ficava a ver jogar – muito mal o São Martinho durante os primeiros 45 minutos, com muitos passes falhados e sem ideias no ataque… Ao intervalo 0-0, que não espelha aquilo que se passou.

A justiça tarda mas chega e aos 50 minutos Rúben Neves (ex Felgueiras) abre o marcador com um disparo colocado e cheio de classe. O CDC Montalegre marcou em todos os jogos disputados e tem o melhor ataque da prova, a par do líder Vizela.

O São Martinho acordou com o golo e João Abreu, de livre, dá o primeiro tónico. Os da casa não aproveitam o adiantamento do São Martinho e Davou oferece o golo a Beto que, no entanto, remata fraco. Foi, de facto, uma grande oportunidade esbanjada pelo colombiano… Agostinho Bento mexe e passa a jogar com um ataque mais alargado – dois avançados de centro, com Dass e Zé Pedro. Emmannuel Dass atira ao poste e depois Tavares cria muito perigo no corredor direito.

Responde a equipa transmontana, com Lio Guerra a obrigar Bruno a mais uma boa intervenção. Já no penúltimo minuto de compensação (90+4), Zé Pedro cabeceia muito perto da baliza de Nuno Rafael que, diga-se, não fez um única defesa em todo o jogo.

Em suma, arbitragem positiva, vitória justa do CDCM e um São Martinho que deu 45 minutos de avanço à equipa da casa.

José Manuel Viage, treinador do Montalegre, saiu muito satisfeito com a exibição: “ Na primeira parte, 45 minutos fantásticos, um domínio total, em alguns momentos o São Martinho perdido… Se houvesse justiça devíamos estar a vencer por dois ou três. Na segunda parte conseguimos fazer um golo, depois o São Martinho obrigou-nos a baixar um pouco as linhas, poderíamos ter feito o segundo golo e na parte final houve algum sofrimento…”

Já o experiente técnico forasteiro, Agostinho Bento, sai desiludido com o primeiro tempo da equipa que treina: “Muitos jogadores não estiveram no jogo, muito passivos, adormecidos, pouca capacidade de reação. Na primeira parte não existimos, jogamos com quatro ou cinco jogadores. Tivemos uma segunda parte muito melhor, fomos mais agressivos e objectivos. Foi uma vitória merecida do Montalegre mas tivemos alguma infelicidade na segunda parte…”

Nuno Carvalho

FICHA DO JOGO

Estádio Dr. Diogo Vaz Pereira, em Montalegre

Montalegre 1-0 São Martinho

Arbitro: João Afonso (Bragança)

Montalegre: Nuno Rafael, Tiago Oliveira, Adilson, Álvaro Branco, Zack, João Fernandes ©, Rúben Neves (Luan 84), Lio Guerra, Davou , Samate (Zangão 70) e Beto López (Adão 79).

Treinador: José Manuel Viage

São Martinho: Bruno Pinto, Chico, Manuel Pedro ©, Tiago Valente, Ká, João Abreu (Simão 74), João Carneiro, Tavares (Dani 84), Rogério Pinto (Babo 61), Emmanuel Dass e Zé Pedro.

Treinador: Agostinho Bento

Ao intervalo: 0-0

Golos: 1-0 Rúben Neves (50)

Ação disciplinar: cartão amarelo a Tavares (81).

AFVR (Divisão de Honra): Resultados e marcadores da 3ª jornada
AFVR (Divisão de Honra): os destaques da 3ª jornada

Conteúdo relacionado

Menu