CP (Série A): Montalegre soma segundo triunfo consecutivo ao vencer o Merelinense

Jogo muito disputado, repartido e o Merelinense sofre o primeiro golo do campeonato.

Apesar do mau tempo e do relvado escorregadio, Montalegre e Merelinense mostraram potencial para os primeiros lugares da série A. Entrou melhor a equipa minhota, os transmontanos equilibram e até se superiorizam ao rival. Primeira parte bem jogada de parte a parte, com duas equipas bem organizadas e com escassas oportunidades de golo. Foram 45 minutos quase sem balizas.

Apenas algumas aproximações – Freitas, o melhor dos minhotos, remata por cima da trave; depois, Xavi cruza bem mas faltou o desvio de Zangão, naquela que foi a melhor situação para os da casa. Ao intervalo 0-0, resultado justo face às poucas oportunidades de golo.

Na etapa complementar, o encontro foi mais aberto, as duas formações queriam mais que o pontinho e toca a carregar no acelerador. Aos 58, Rodrigues encheu o pé e fez a bola sair perto da trave do Montalegre.

Respondia o médio Rúben Neves, com um disparo traiçoeiro que sai perto do tão desejado alvo. Quatro minutos depois, chega o golo de Zack, pleno de oportunidade e a aproveitar um pequeno momento de desorganização contrária. Zack marcava à sua ex-equipa, festejava e deixava claro que merecia mais minutos no emblema que fica perto da cidade de Braga, aquando da sua fugaz passagem.

Reagia o banco do Merelinense com as entradas de Leo Costa e Rui Ferreira. O primeiro entrou com fome de golos e obriga Jeimes a defesa apertada para canto. O avançado Marcelo, com interessantes movimentações, põe também à prova as capacidades de Jeimes. O guarda-redes do Montalegre esteve sempre muito seguro e concentrado dentro e fora dos postes. De livre, Tiago Oliveira obriga Rego a defesa atenta.

No último quarto de hora, o Merelinense forçou o Montalegre a recuar muito para junto da sua baliza. E no período de compensação, o Merelinense tem dois remates fracos e à figura do guarda-redes da casa.

Vitória muito suada da equipa do Montalegre, a terceira consecutiva e a primeira em casa para o campeonato. Zack foi o melhor em campo.

O treinador do Montalegre, José Viage, considerou “que foi um jogo extremamente difícil, muito dividido. Não foi um jogo de muitas situações de golo mas foi de muita entrega. Acabámos por fazer um golo, quando as equipas se equivalem é nos detalhes que se ganham jogos..”

Já o técnico do Merelinense, Emanuel Simões, diz que “o Montalegre é uma equipa boa e bem orientada. Sabíamos que não ia ser fácil. O Montalegre esteve melhor nos primeiros quinze minutos, depois pegámos no jogo, equilibrámos, passámos por cima do jogo e acabámos melhor a primeira parte. Na segunda parte, mais do mesmo, as equipas muito equilibradas até ao golo; a partir daqui, o jogo é todo nosso, temos quatro ou cinco oportunidades. Este resultado é muito penalizador para nós.”

Nuno Carvalho

Montalegre 1-0 Merelinense 

Montalegre: Jeimes; Xavi ( Tiago Oliveira 59); Vítor Alves; Adílson Vaz; Zack; Lio Guerra; Rúben Neves; João Fernandes ©; Miguel Ângelo ( Vítor Pereira 78); Zangão (Angola 42) e Vilmar (Bah 59).

Treinador: José Manuel Viage

Merelinense: Rui Rego; João Paulo; Freitas (Leo Costa 70); Luís Ferraz © (João Gabriel 83); Ola; Rodrigues; Zé Diogo; Joel Marques (Rui Ferreira 70); Filipe Almeida; Bruno Fernandes (Bouças 87) e Marcelo.

Treinador: Emanuel Simões

Local: Estádio Dr. Diogo Vaz Pereira em Montalegre

Árbitro: João Afonso (AF Bragança)

Ao intervalo: 0-0

Golo:  Zack (63)

Ação disciplinar: cartão amarelo para Marcelo (19), João Fernandes (61), Rúben Neves (70), Angola (76), Zack (84)

Menu