CP (Série A): Montalegre perde frente ao líder Vizela

Vizela 3-0 Montalegre

O Montalegre entrou bem na contenda – bem defensivamente e a tentar sair rápido na frente para aproveitar a velocidade e genialidade de Zangão e Rogério.

O primeiro quarto de hora foi equilibrado, sem grandes oportunidades – porém, aos 18 minutos, Kuku remata forte mas ao lado. Este Vizela é uma equipa quase perfeita, sabe jogar em ataque continuado, gerir os tempos de jogo, sabe também jogar em contra-ataque. Aos 22 minutos o Vizela acelera o jogo e apanha a equipa barrosã em contra pé – Guedes faz grande penalidade, que converte de forma superior Zé Valente. Os transmontanos não conseguem responder ao golo e é Fall que cria muito perigo junto da baliza visitante.

O Montalegre reage bem e a partir da meia hora aproxima-se com muito perigo da baliza contrária – aos 34 minutos, Ferrari, solto dentro da área, não consegue bater Rafa. E aos 44 minutos, cruzamento perfeito de Zack, aparecem ao primeiro poste Rogério e Paulo Roberto que, no entanto, não conseguem o desvio para a baliza. Não se pode falhar tanto diante de equipas como o Vizela… Ao intervalo 1-0.

O CDC Montalegre acabou bem o primeiro tempo e iniciou melhor a etapa complementar – subiu linhas, pressionou o adversário, a obrigar ao erro. O Vizela jogava em contra-ataque e criva muito perigo – aos 50 minutos Correia atira ao lado. Responde Paulo Roberto, o capitão do Montalegre, com um cabeceamento ao lado. Os transmontanos tinham cantos e livres mas a defensiva do Vizela mais parecia a muralha da China, completamente intransponível. Numa transição rápida o Vizela faz o 2-0, por Kuku, um dos melhores em campo.

O segundo golo arrumou com o jogo – a formação Montalegrense foi-se abaixo em termos anímicos e o Vizela ainda teve tempo de fazer o 3-0, por Leandro Borges, que saiu do banco de suplentes. Vitória justa do Vizela mas por números exagerados.

Arbitragem positiva de Márcio Torres e seus pares, na décima vitória consecutiva (no campeonato) do Vizela, uma equipa que está a mais neste campeonato. Quem irá parar esta equipa? É a questão pertinente que se coloca…

O técnico do Vizela, Rui Amorim, diz que “foi muito bom o resultado, conseguimos uma exibição fantástica, dadas as condições do relvado. Estou muito contente, a minha equipa conseguiu adaptar-se às condições do relvado. Queremos ganhar os jogos todos mas é muito difícil…!”

Já o treinador do Montalegre, José Viage, lamenta o resultado: “Saio com a cabeça tranquila, o Montalegre teve oportunidades claras de golo diante da melhor equipa do campeonato. O Montalegre podia ter conseguido aqui outro resultado. Um score injusto, demasiado pesado, por aquilo que fizemos. Criámos quatro ou cinco oportunidades de golo!”

Nuno Carvalho

Menu