CP (Série A): Montalegre infeliz perde em casa com U. Madeira

Foi com um auto-golo que a turma insular ganhou os três pontos. O empate seria o resultado mais justo.

Primeiro tempo equilibrado, com ligeiro sinal mais do conjunto forasteiro que, ao atacar pelo corredor direito, criava grandes dificuldades ao Montalegre.

E à passagem do minuto doze, Fábio Lopes dispara perto do poste direito da baliza de Nuno Rafael. Depois, aos 39 minutos e de bola parada, o guardião local é obrigado a defesa apertada, na sequência desta jogada Álvaro Branco faz um corte providencial e evita mesmo o golo madeirense.

Ao minuto 42 o auto-golo transmontano – na tentativa de atrasar a bola (de peito) para Nuno, Álvaro Branco marca na própria baliza. Ao intervalo 0-1, com os barrosões com enormes problemas no ataque.

Logo no início da etapa complementar, José Manuel Viage faz entrar Samate e pouco depois Zangão e Adão. Mas diga-se que as substituições não acrescentaram muito ao caudal ofensivo, já que o Montalegre pretendia inverter o rumo do marcador. Só à passagem do minuto 57, é que o Montalegre tem a primeira oportunidade de golo, com um disparo forte de Davou, um dos mais inconformados…

Os transmontanos subiam linhas e o União da Madeira jogava em contra-ataque. Aos 67 minutos, Ivanildo, isolado, não consegue bater o guarda-redes Nuno Rafael, que faz grande intervenção.

O União da Madeira surge com uma linha de cinco defesas e mais três a jogarem perto da zona mais recuada. Nos últimos minutos os barrosões pressionaram muito e Adão quase empata. Depois, Rúben Neves obriga Ricky a defesa muito apertada.

As duas equipas tiveram ambas três oportunidades de golo, porém o União da Madeira acabou por errar menos, aqui esteve toda a diferença. O empate seria o resultado mais justo, todavia o CDC Montalegre esteve uns furos abaixo daquilo que sabe fazer….

O treinador do Montalegre, José Manuel Viage, considera que “o Montalegre esteve muito longe daquilo que fez no passado. Mas também não fizemos um jogo para perder… Não conseguimos ter a força e a lucidez para ganhar este jogo”.

O técnico Unionista, Fábio Pereira, sublinha que a sua equipa “conseguiu condicionar a primeira fase de construção do Montalegre e impedir que a bola chegasse ao último terço e aí esteve o segredo da vitória, bem como a atitude e empenho dos meus jogadores”.

Nuno Carvalho

Montalegre 0-1 U. Madeira

Estádio Dr. Diogo Vaz Pereira, em Montalegre.
ÁRBITRO: Márcio Torres (Viana do Castelo).

Montalegre: Nuno Rafael, Nandinho (Adão 64), Victor Pereira, Álvaro Branco , Zack, Lio Guerra, Rúben Neves , João Fernandes © (Samate 46), Davou , Ruizinho (Zangão 56) e Beto .

Treinador: José Manuel Viage.

U. Madeira: Ricky Gomes, Alemão (Vítor Pisco 81), Iago, Luís Miguel ©, Rui Martins (Rudy 77), Félix, Aladin, Fábio Lopes (Djaló 82), Lessinho, Ibraima e Ivanildo.

Treinador: Fábio Pereira.

Ao intervalo: 0-1

Golos : 0-1 Álvaro Branco na própria baliza (42)

Ação discilinar: cartão amarelo para Álvaro Branco (5), Iago (30), João Fernandes (41), Ruizinho (56), Rui Martins (72), Lessinho (83), Ricky Gomes (86).

CP (Série B): Vila Real vence GC Figueirense em jogo de aflitos
André David já não é treinador do SC Vila Real

Conteúdo relacionado

Menu