CP (Série A): Montalegre continua em grande

Os barrosões venceram onde habitualmente perdem. Grande primeira parte e eficácia na etapa complementar explicam o triunfo.

Excelente jogo de futebol, com um bom relvado e uma partida bem disputada, técnica e tácticamente. O Montalegre surge seguro defensivamente e audaz na frente – Gabi aparece a municiar sempre bem Paulo Roberto e Prince. Ao minuto seis excelente jogada da equipa minhota mas Jorginho não dá a melhor sequência pois dispara sem direção. Responde de imediato o Montalegre – Gabi faz grande passe para Prince que remata com muito perigo ao lado.

Aos 34 minutos o defesa Cadú aparece dentro da área do Montalegre e Guedes evita o golo com boa intervenção.

Aos 40 minutos é Lio que evita o golo com corte providencial para canto. Antes do intervalo chega o pânico à baliza minhota – Gabi remata com muito perigo, a bola bate na muralha defensiva e na recarga Paulo Roberto também não consegue marcar. Ao intervalo 0-0.

No início da etapa complementar o Montalegre chega ao golo – aos 52 minutos Tavares inicia a jogada e galga alguns metros, remata à baliza e Rego defende bem, todavia na recarga Prince abre o marcador.

Responde bem a equipa minhota ao golo transmontano – entram Diogo Torres e Zé Pedro e o treinador local tira um defesa, Luiz Alberto, que já alinhou no Chaves.

O Montalegre recua em demasia no terreno e Jorginho volta a estar perto do golo. Depois Cadú marca mesmo, sem hipóteses para o guardião Guedes.

O Merelinense anima-se e tenta chegar ao 2-1. Fausto, de livre direto, obriga Tiago a nova boa intervenção. Os barrosões fazem entrar Álvaro, Beto e Turé, que entraram bem na contenda. E foi num lance rápido que o Montalegre chega ao 2-1- Beto remata forte, Rego defende e Turé aproveita e atira para o fundo das redes. Aos 90+2 chega o golo da vitória…

No fim houve contestação dos adeptos ao árbitro e ao treinador Carlos Cunha.

O ex-treinador do Vizela, agora do Merelinense, disse que o “Montalegre foi mais competente e feliz, foi um bom jogo. O jogo foi dividido na primeira parte, aceitava-se o empate; na segunda parte fomos melhores, faltou frieza e clarividência e fomos penalizados nos descontos. Falta confiança pois não temos sido inferiores aos adversários”.

Já o técnico adjunto do Montalegre, Ricardo Chaves, sublinha que foi “ uma vitória justa, controlamos a primeira parte e tivemos as melhores oportunidades; na segunda parte tivemos de sofrer e soubemos sofrer, os jogadores tiveram carácter e atitude.”

Nuno Carvalho

 

Ficha do jogo

Merelinense 1-2 Montalegre

Estádio João Soares Vieira, Merelim São Pedro, Braga
Árbitro: Nélson Cunha (Viana do Castelo)

Merelinense: Rego, Zé Diogo, Cadú, Luiz Alberto (Diogo Torres 58), Mário Mendonça, Beck ©, Jorginho, Fausto, Mbala (Chula 79), Tiago Morgado e Fábio Pimenta (Zé Pedro 59).

Treinador: Carlos Cunha

 

Montalegre: Tiago Guedes, David Carvalho, Vítor Alves, Vítor Pereira , Zack , Lio , Tavares, Ferrari , Gabi (Àlvaro Branco 66), Prince (Beto 79) e Paulo Roberto © (Turé 86).

Treinador: José Manuel Viage

 

Golos : 0-1, Prince (52); 1-2, Cadú (64); 1-2, Turé (90+2)

Cartão amarelo a David Carvalho (72) , Paulo Roberto (77) , Mário Mendonça (78) , Cadú (88) , Álvaro Branco (89)

CP (Série A): Pedras Salgadas regressa aos triunfos frente ao Maria da Fonte
Taça de Portugal: obras em Montalegre para a receção ao Benfica

Conteúdo relacionado

Menu