CP (Série A): Mirandela vence duelo transmontano frente ao Montalegre

Mirandela com uma primeira parte de luxo e o Montalegre a exibir-se muito abaixo daquilo que pode e sabe.

Os barrosões não foram a habitual equipa. Muito passivos, sem determinação e agressividade. Foi uma exibição para esquecer, ou talvez não.

Do outro lado, um Mirandela à semelhança do treinador, uma equipa rápida, eficaz e a praticar um excelente futebol. Esta equipa do Mirandela é, como já referimos, muito superior à da época passada – parece-nos também que poderia ter mais pontos no campeonato.

Entrou muito forte na contenda a formação Mirandelense, que logo no primeiro minuto fez perigar a baliza de Guedes, com um remate de João Victor. Depois o guardião do Montalegre faz duas boas defesas e evita o golo dos da Terra Quente.

Os barrosões só conseguem chegar com perigo aos 25 minutos – excelente cruzamento de Zack e Turé remata contra a muralha defensiva.

Ao minuto 36 chega o golo do Mirandela, por João Victor, num disparo forte e colocado, a corresponder a um excelente cruzamento.

Reage bem a turma barrosã – Prince cruza para a área mas falta o desvio final. Antes do intervalo, mais duas boas situações de golo para o S.C. Mirandela – primeiro, Vitinho, em boa posição, obriga Tiago Guedes a boa defesa e depois Zaidú, completamente sozinho, atira por cima. Ao intervalo o resultado mostrava a superioridade do Mirandela.

Na etapa complementar o Mirandela não consegue manter o mesmo ritmo do primeiro tempo e o Montalegre melhora ligeiramente e Tavares, em boa posição, não consegue marcar. O Mirandela estava e é melhor. João Victor obriga Guedes a grande defesa e no minuto seguinte André Pinto atira por cima do alvo. Sem jogar bem, o CDC Montalegre podia ter empatado, pois Zack cabeceia com intencionalidade mas Marco mostrou-se sempre seguro.

Nos últimos minutos, e com o jogo já completamente partido, Vitinho assiste Varela que atira ao lado. Depois, boa jogada do Montalegre mas o disparo de Zangão sai à malha lateral. E aos 87 minutos Varela volta a obrigar Guedes a boa defesa. Tiago Guedes foi o melhor do Montalegre, não fosse o guarda-redes e o resultado poderia ter outro colorido. Já na equipa do Mirandela, excelente exibição de toda a equipa, destacamos Vitinho e João Victor, que foram duas setas apontadas à baliza barrosã.

Vitória justa do Mirandela, num jogo em que o Montalegre esteve muito mal. Arbitragem com alguns erros, sem, no entanto, influenciar o vencedor final.

O treinador do Montalegre, José Manuel Viage, mostrou desilusão face à exibição:” É muito fácil analisar este jogo: o Mirandela foi muito mais equipa, tanto na primeira como na segunda parte. Tudo aquilo que fizemos foi em esforço. Demos uma pálida imagem!”, rematou.

Com semblante diferente, Rui Borges, o jovem treinador do Mirandela, considera a vitória “justíssima; fizemos uma primeira parte de grande nível, muito intensos, muito fortes, com e sem bola, fabulosa. Fizemos um jogo fantástico, não podia pedir mais à minha equipa, tivemos uma qualidade de jogo acima da média”.

Nuno Carvalho

 

Ficha do jogo

Montalegre 0-1 Mirandela

Complexo desportivo Francisco Carvalho, em Chaves

Arbitro: Pedro Campos (AF Porto)

 

Montalegre: Tiago Guedes, David Carvalho , Vítor Alves , Vitor Pereira, Zack, Lio Guerra, Tavares , Ferrari , Prince © , (Beto Lopez 71), Gabi (Zangão 56) e Turé (Paulo Roberto 60).

Treinador: José Manuel Viage

 

Mirandela: Marco, Pedro Santos (Tissone 74), Zaidú, Corunha ©, André Pinto, João Victor (Varela 79), Tiago Borges, Vitinho (Carlos Eduardo 83), Alex Porto, Kelvin e Zé Ricardo.

Treinador: Rui Borges

 

Golos : 0-1, João Victor (36).

Ação disciplinar: Cartão amarelo a André Pinto (17) , Turé (32), Lio Guerra (66), Vitinho (81), Vítor Alves (90+1),Tiago Borges (90+2), Zack (90+3) e Carlos Eduardo (90+3).

Menu