CP (Série A): Mirandela e Montalegre dividem pontos em jogo muito disputado

O Montalegre esteve a perder durante 80 minutos, conseguiu o merecido empate e podia ter vencido no período de compensação. O SC Mirandela, que perdeu oito atletas recentemente, só venceu um dos últimos sete jogos, mas deverá chegar para ser a melhor equipa transmontana da prova.

Entrou melhor no jogo a equipa da casa e logo à passagem do minuto quatro Zé Ricardo abre o marcador com um disparo colocado. Animados com o golo, Varela, em boa posição, atira à barra.

O Montalegre equilibra a partir do quarto de hora e Lio Guerra obriga Pedro Fernandes a grande defesa para canto. Depois é Tavares que está perto de marcar – entra com rapidez nas costas da defensiva do Mirandela e cria muito perigo.

Aos 33 minutos Zaidú, um dos melhores da equipa da “Terra Quente”, tenta o chapéu, mas a bola sai ao lado. Ainda antes do intervalo, João Fernandes aproveita erro defensivo do conjunto da casa mas dispara ao lado. Ao intervalo 1-0.

Para a etapa complementar o técnico do Montalegre, José Manuel Viage, lança Rogério e André Santos. O ex-atleta do Vidago entra bem no jogo e os barrosões empurram o Mirandela mais para trás. Aos 71 minutos o Montalegre está perto do golo, depois de um canto batido por Álvaro Branco, valeu Zaidú a salvar in extremis. No minuto seguinte há golo invalidado ao Montalegre por falta ofensiva. E aos 77 o Mirandela fica reduzido a dez unidades por exagero nos protestos de Carlos Eduardo.

Com mais uma unidade, adivinhava-se o golo do Montalegre, que acontece num erro do guarda-redes Pedro Fernandes, larga a bola e Beto Lopez dispara ao ângulo da baliza.

No minuto seguinte o Mirandela fica a pedir grande penalidade. E já no tempo de compensação o Montalegre podia ter chegado à vitória – primeiro por Rogério e depois Tavares a rematar forte para enorme defesa de Pedro Fernandes para canto. Divisão de pontos num jogo com alguns lances polémicos.

O técnico do Mirandela, Luís Pinto, não sai totalmente satisfeito:”Pode-se considerar justo o empate. Falhamos muitas oportunidades, poderíamos ter feito o 2-0 em algumas situações. Vendo aquilo que foram os 90 minutos e o aproximar do Montalegre, aceito este resultado. Depois da expulsão não conseguimos controlar tão bem, como queríamos, a manta ficou mais curta.”

Já o treinador do Montalegre, José Viage, diz que “a equipa esteve perdida depois do golo do Mirandela. Tentamos ir à procura do golo do empate, o Montalegre começou a apertar com o Mirandela, fez o empate e poderíamos ter feito o 1-2”.

Texto: Nuno Carvalho

Foto: Fernando Cordeiro

FICHA DO JOGO

Mirandela 1-1 Montalegre

Estádio São Sebastião, em Mirandela
Árbitro: Daniel Cardoso ( A.F. Aveiro)

Mirandela: Pedro Fernandes, Pedro Santos (Manecas 88), Zaidú, Corunha ©, Varela, Carlos Ponte, Alex Porto, Amorim (Renato Reis 88), Carlos Eduardo, Zé Ricardo e Clayton.

Treinador: Luís Pinto

Montalegre: Tiago Guedes, David Carvalho, Zack, Vitor Pereira , Álvaro Branco , Lio Guerra, João Fernandes (André Santos 46), Tavares , Gabi © (Rogério 46), Prince (Paulo Roberto 62) e Beto Lopez .

Treinador: José Manuel Viage

Ao intervalo: 1-0

Golos : 1-0, Zé Ricardo (4); 1-1, Beto Lopez (84)

Cartão amarelos a : Zé Ricardo (44) , Varela (61) , Carlos Eduardo (76) , Clayton(86) e David Carvalho (89): Cartão vermelho direto: Carlos Eduardo (77).

Menu