CP (Série A): falta de eficácia dita derrota do Pedras Salgadas em Mirandela

Uma cabeçada fulgurante de Carlos Eduardo, ainda na primeira parte na sequência de um livre lateral, decidiu o jogo a favor de um Mirandela eficaz, e castigou um Pedras Salgadas demasiado perdulário.

O Pedras Salgadas saiu derrotado da visita ao reduto do Mirandela, em encontro da 28.ª jornada da série A do Campeonato de Portugal, ao perder por 1-0, interrompendo assim uma série de seis jogos consecutivos sem conhecer o sabor amargo da derrota, apesar de ter sido a melhor equipa em campo.

A história do encontro é fácil de contar: o Mirandela foi mais eficaz e só precisou de praticamente dois lances de perigo durante todos os 90 minutos para vencer a partida.

Já os pupilos de Ricardo Silva , que tiveram o domínio do jogo, criaram várias oportunidades de golo – mas a finalização não esteve afinada. O guarda-redes da casa, Pedro Fernandes – melhor em campo – esteve irrepressível e os avançados da turma termal mostraram- se bastante perdulários. Apesar do resultado não ter sido o pretendido, a equipa termal mostrou qualidade e o futuro com toda a certeza vai ser risonho.

FICHA DO JOGO

Mirandela 1-0 Pedras Salgadas

Jogo no Estádio São Sebastião, em Mirandela.

Árbitro: Hugo Pacheco (AF Porto).

Ao intervalo: 1-0

Marcador: 1-0, Carlos Eduardo, 26 minutos.

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Pedro Silva (29), Carlos Eduardo (36), Lenno (78), Edson (81) e Luis Neves (90) .

Equipas:

Mirandela: Pedro Fernandes, Pedro Santos (Gilberto, 57), Nuno Corunha, Zaidu, Tissone, Alex Porto, Clayton, Renato Reis, Zé Ricardo, Manecas (Amorim, 65) e Carlos Eduardo (Austin, 90).

Treinador: Luís Pinto.

Pedras Salgadas: Rui Capela, Rafa (Rui Jorge, 71), Carlos Freitas, Carreira, Carlos Rocha, Zé Lopes, Pedro Silva (Edson, 61), Luis Neves, Danilo (Miguel Lima, 61), Lenno e Rafinha.

Treinador: Ricardo Silva.

Classificação e próxima jornada AQUI

Menu