CP (Série A): Merelinense foi mais eficaz em Montalegre

A eficácia ofensiva do Merelinense, aliada à enorme exibição de Rui Rêgo, explicam o triunfo da equipa minhota.

Primeira parte equilibrada e com o mesmo número de oportunidades de golo para as duas equipas. Aos onze minutos Diogo Torres obriga Guedes a boa intervenção.

Responde o Montalegre, por intermédio de Rogério, que remata forte para boa intervenção de Rui Rêgo, o melhor em campo.

Aos 27 minutos os Barrosões estão perto de abrir o marcador – canto bem cobrado por Gabi e cabeceamento de Vítor Pereira que sai a arrasar o poste.

Aos 36 minutos o Merelinense inaugura o “placard”, num golo fantástico de Pedro, a rematar colocado ao ângulo superior direito da baliza do CDC Montalegre. Ao intervalo 0-1.

Na etapa complementar a formação da casa continua com os mesmos problemas no ataque – a equipa minhota defende-se bem e não dava hipóteses no jogo aéreo.

O Merelinense geria a vantagem magra e Fausto obriga Tiago Guedes a nova boa defesa. E é precisamente Fausto que faz o segundo tento, num pontapé de penalty clássico – guarda-redes para um lado e bola para o outro…

A reação do Montalegre ao golo foi muito boa- aos 80 minutos Zack obriga Rêgo a defesa apertada e aos 87 minutos Ferrari está perto do êxito. Aos 90 Álvaro Branco obriga Rui Rêgo à defesa da tarde, num disparo forte que o guarda-redes salvou para canto.

Já no período de compensação, Zack cruza bem para Beto mas o guarda-redes volta a brilhar, com uma excelente mancha ao avançado Colombiano.

Rui Rêgo foi o melhor em campo, com 38 anos está numa forma impressionante! O Montalegre merecia, no mínimo, um golo. Foi um jogo muito intenso, bem disputado tecnicamente pelas duas equipas mas uma má equipa de arbitragem – sem personalidade, com erros diversos, não se augura grande futuro a esta jovem equipa.

O treinador principal do Montalegre, Viage, diz que a equipa “entrou mal, apática, displicente, talvez fruto da equipa estar com a manutenção garantida. Na segunda parte alterámos, os jogadores fizeram mais, fomos para cima, o que fez a diferença foi o guarda-redes Rêgo que faz duas ou três grandes intervenções de golo.”

Já o técnico do Merelinense, Filipe Ribeiro, diz que o triunfo é justo: “Estivemos bem posicionados a defender, tivemos capacidade para ter a bola, criámos alguns desequilíbrios. Na segunda parte, perdemos a capacidade para ter a bola nalguns momentos, mas fizemos um bom jogo…”

Nuno Carvalho

FICHA DO JOGO

Montalegre 0-2 Merelinense

Estádio Dr. Diogo Vaz Pereira, em Montalegre

Arbitro: : Fábio Nunes (Viana do Castelo)

Montalegre: Tiago Guedes, Roberto (Zhang 82), Vítor Pereira, Álvaro Branco, Zack, João Fernandes, Tavares (Ferrari 46), Lio , Gabi © (Prince 78), Beto Lopez e Rogério.

Treinador: José Manuel Viage

Merelinense: Rui Rêgo, Zé Diogo, Luiz Alberto ©, Rapha, Mendonça, Davide, Morgado (Jacob 81), Diogo Torres, Pedro (Jorginho 73), Fausto (Freitas 88) e Zé Pedro.

Treinador: Filipe Ribeiro

Golos: 0-1, Pedro (36); 0-2, Fausto (77).

Ação disciplinar: cartão amarelo a Davide (53), Álvaro Branco (64), Morgado (65) e João Fernandes (83)

Menu