Chaves perde em Coimbra e sonho da subida fica mais distante

O Grupo Desportivo de Chaves perdeu na deslocação ao reduto da Académica de Coimbra (2-1), na 30.ª jornada da II Liga de futebol, com uma reviravolta operada já na parte final do encontro, e que ditou a primeira derrota da era de Vítor Campelos.

Num duelo de candidatos à subida de divisão, até foram os “valentes transmontanos” os primeiros a marcar, quando, aos 41 minutos, João Correia, num belo remate de pé esquerdo, à entrada da área, abriu o ativo.

A equipa de Rui Borges foi em busca de dar a volta aos acontecimentos na segunda parte, conseguindo chegar ao seu grande objetivo já dentro do último quarto de hora: aos 78 minutos, Zé Castro, de penálti, na sequência de uma falta de João Reis sobre Ricardo Dias, empatou; aos 84 minutos, e depois de um pontapé de canto batido por Filipe Chaby, Bouldini, de cabeça, beneficiou de um desvio em Vasco Fernandes, e fez o 2-1 para os estudantes.

Uma partida que teve um final de jogo quente. O capitão do Chaves, Luís Rocha (90+7’) foi expulso com dois amarelos em tempo de compensação, por protestos.

Com esta derrota, os flaviense caem para a 5ª posição com 52 pontos e podem ser ultrapassados pelo Arouca, que este domingo recebe o Vilafranquense (20.30 horas).

Menu