Capitães das equipas do Campeonato de Portugal e Liga feminina contra paragem das competições

Capitães de equipas do Campeonato de Portugal e futebol feminino lamentaram o cancelamento dos jogos neste fim de semana.

As equipas do Campeonato de Portugal e da Liga feminina de futebol uniram-se para pedir ao Governo que mantenha as competições a funcionar, garantindo o seu cuidado e lembrando o impacto de uma paragem na estabilidade familiar.

“Ambicionamos continuar a jogar, bem como receber o que nos é devido sobretudo nestes tempos árduos. Queremos contribuir para a subsistência dos clubes e, mesmo prescindindo dos adeptos nas bancadas […], poder continuar a dar-lhes essas alegrias a partir de casa, onde nos podem acompanhar em segurança”, justificam, em mensagem conjunta assinada por todos os capitães de equipa.

Em carta dirigida à ministra da Saúde, Marta Temido, e ao secretário de Estado da Saúde, Diogo Serra Lopes, os representantes dos clubes não entendem a paragem dos campeonatos este fim de semana motivada pela pandemia da covid-19 e garantem que nestas provas estão a ser cumpridos todos os requisitos sanitários.

“Não compreendemos a decisão da paragem dos campeonatos este fim de semana! Se sentíssemos que não era possível, seríamos os primeiros a assumir. Não será essa a via de propagação da pandemia, pois as regras estão a ser cumpridas, seguimos sãos e com o afastamento recomendado”, asseguram.

Recordam, a propósito, que já vários jogos foram adiados para que não haja qualquer risco e deixam uma mensagem clara: “É possível jogar, jogamos. Não é possível, não o realizamos. Por nós e pelo próximo”.

No documento é recordado o “esforço tremendo” feito pela Federação Portuguesa de Futebol e o “investimento” feito pelos clubes na adequação às novas regras, pelo que nestas provas são mantidos “todos os cuidados sociais e de higiene, seja em treinos ou em jogos”.

Os clubes lembram que, em março, todos acataram as regras e, por isso, estiveram “seis meses em auferir qualquer remuneração”, facto que “marcou negativamente” a vida familiar de todos”, e que houve “paciência” para esperar pelo regresso “com todos os cuidados, preocupações e recomendações da Direção-Geral da Saúde”.

Os futebolistas sublinham que o Campeonato de Portugal é o maior do país e está representado em todo o território e, juntos com o futebol feminino, manifestam a “vontade de ajudar” e ser parte da solução, não do problema.

“Estamos conscientes da situação pandémica que atravessa o nosso país, porém sentimos a cada dia mais confiança no nosso trabalho e no de todos aqueles que estão a permitir de forma incansável que os campeonatos decorram em segurança”, reforçam.

Por fim, é referida a “saúde mental” de todos os cidadãos, “fundamental para o equilíbrio da sociedade”, pelo que entendem que “restringir o desporto não será solução”.

“Escrevemos-lhe com amor à camisola, para que considere as nossas palavras, pois o melhor para si será o melhor para nós”, concluem.

Portugal contabiliza pelo menos 2.544 mortos associados à covid-19 em 144.341 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Os jogos das competições desportivas amadoras marcados para este fim de semana foram cancelados, devido às restrições impostas para evitar a propagação do novo coronavírus, mantendo-se a calendarização das I e II Ligas de futebol.

Os capitães do CP e Futebol Feminino: Paulinho, Ana Lopes, Ibrahim Cassamá, Ana Borges, João André, Sílvia Rebelo, Tiago Silva, Paula Santos, Leão, Nídia Santos, João Job, Ana Santana, Fred Coelho, Mariana Rodrigues, Manuel Pedro, Andreia Rocha, Luís Ferraz, Filipa Teixeira, Tiago Dias, Sónia Ferreira, César, Juliana Sousa, Diogo Carvalho, Cristina Oliveira, Tiago Duque, Catarina Santos, Luís Filipe, Patrícia Teixeira, Bruno Gomes, Catarina Lopes, Marcel Ribeiro, Filipa Ferreira, João Pedro, Daniela Costa, Moreira, Carolina Silva, Luís Carapinha, Dolores Silva, Chico Gomes, Márcia Caseiro, Rafa Miranda, Neuza Caldeira, Luís Pereira, Elisabete Silva, Rafa Castanheira, Leandra Pereira, Elisson de Jesus, Ana Santos, Weliton Matos, Cátia Sousa, Nuno Pinto, Márcia Rebelo, Hélder Castro, Sílvia Brunheira, Carlos Paulo, Ana Carolina, André Sousa, Sara Pereira, Capelo, Solange Carvalhas, Manuel Godinho, Carina Santos, André Cunha, Carla Martinho, Tó Jorge, Bárbara Marques, Jonathan Firmino, Cristiana Teixeira, Leonel Santos, Mafalda Marujo, Rui Abreu, Nuno Abreu, André Aranha, Paulo André, Mauro Martins, João Nobre, Rui Santos, Hélder Mota, Miguel Rebelo, Dani Matos, Diogo Carvalho, Calico, Pedro Tavares, João Nabor, João Pinto, Mika, Njoh Njoh Samuel, Fábio Arcanjo, Gonçalo Vieira, David Crespo, Miguel Lázaro, Fábio Graça, Ferrinho, Zé Oliveira, Louis Souffo, Rodrigo Borges, Nelson Almeida, Leleco, Militão, Marreiros, Gonçalo Menezes, Nuno Namora, Alain, Mário Sérgio, Herlander Tomé, Nuno Pinto, Fernando Madureira e Luís Raimundo.

Menu