Associações distritais de futebol reuniram em Évora

Definido documento com conjunto de propostas de execução a apresentar à FPF em nome do crescimento da atividade competitiva não profissional para os próximos anos.

As associações distritais e regionais de futebol (ADRs) aprovaram por unanimidade, este sábado, em Évora, em reunião plenária, um conjunto de propostas que vão ser apresentadas à Federação Portuguesa de Futebol, tendo em conta aquilo que consideram ser necessidades adequadas para o crescimento sustentado da prática competitiva não profissional do futebol, futsal e futebol de praia nos próximos anos.

Trata-se de um documento que reflete um número significativo de contributos das associações, que visam a respetiva implementação no âmbito do Programa “Crescer 20-24”, da responsabilidade da entidade federativa.

“Nas últimas semanas, as associações, fiéis à sua essência e responsabilidade institucional, trabalharam de forma empenhada na elaboração de um documento detalhado, revelador daquilo que entendemos ser muito importante implementar pela FPF, no âmbito do aumento do número de praticantes, infraestruturas desportivas, recursos humanos e transição digital”, enunciou António Marques da Silva, presidente da Comissão Coordenadora da Mesa do Plenário das ADRs.

O dirigente associativo, que lidera a AF Vila Real, elogiou o trabalho realizado, que resultou na conclusão do documento, reconhecendo que “caberá, naturalmente, à FPF, a avaliação e execução das sugestões registadas”, assegurando que, “as ADRs estão, como sempre, determinadas em contribuir para a evolução quantitativa e qualitativa da prática competitiva e da promoção do futebol, futsal e futebol de praia dinamizada pelos clubes”, garantiu António Marques da Silva, que não hesitou em agradecer à Associação de Futebol de Évora pelo “acolhimento e colaboração na organização do evento”, realizado no Auditório Professor Jorge Pombo.

“Hoje teve lugar em Évora, talvez, uma das reuniões mais importantes das associações distritais e regionais. Estivemos a debater e a resolver o nosso futuro com ponderação, pois fizemos o trabalho de casa. Temos uma Mesa do Plenário que trabalha bem, ouve as associações e em resultado deste trabalho comum resultou um documento que vai agora ser entregue à Federação Portuguesa de Futebol sobre o futuro do futebol e do futsal em Portugal”, assinalou António Pereira, presidente da Direção da Associação de Futebol de Évora, na qualidade de anfitrião da reunião de trabalho das ADRs.

Menu