Árbitro Gonçalo Martins despromovido aos distritais

Gonçalo Martins cai nos distritais. Tribunal dá razão à Federação Portuguesa de Futebol, após o árbitro ter contestado o critério das classificações.

O Supremo Tribunal Administrativo anulou a reintegração do árbitro da AF Vila Real, Gonçalo Martins e aceitou o recurso apresentado pela Federação Portuguesa de Futebol, avançou o JN.

Há dois anos, Gonçalo Martins contestou a despromoção da categoria C1 para C2, colocando em causa o método de classificação, e apresentou um recurso no Tribunal Arbitral do Desporto, instância que deu razão ao árbitro. Em junho deste ano, o Tribunal Central Administrativo do Sul mandou reintegrar Gonçalo Martins, o que motivou um recurso da Federação Portuguesa de Futebol junto do Supremo Tribunal Administrativo que, soube-se agora, anulou a reintegração do juiz.

A decisão do Supremo Tribunal Administrativo, além de atirar o árbitro Gonçalo Martins, da A. F. Vila Real, para o distrital, obrigará a uma pequena reestruturação nos quadros por parte do Conselho de Arbitragem. Sendo assim é bastante provável que David Rafael Silva, da A. F. Porto, que foi quarto classificado em 2019/20, em C2 Elite, possa ser promovido à categoria C1.

Menu