António Rodrigues quer brilhar em ‘casa’!

Após quatro triunfos consecutivos na Divisão Protótipos B, cujo título já não deve escapar e de estar na luta pelo título absoluto do Campeonato de Portugal de Montanha JC Group, o piloto da NJ Racing/Lusimed quer dar continuidade a esta senda vitoriosa e desta feita na ‘sua’ Rampa de Santa Marta, uma vez que está a correr ‘em casa’.

Se na penha na última tirada da temporada, António Rodrigues ficou a 5 décimas de obter o seu primeiro triunfo absoluto, agora a motivação é ainda maior para tentar chegar à sua primeira vitória, apesar de ser um alvo difícil, pois o seu BRC CM05 é menos competitivo, quando comparado com os protótipos da divisão superior.

Mas isso não limita nem amedronta António Rodrigues. Não é à toda que recebeu o cognome de “Bala do Douro”, mercê das exibições notáveis que tem ostentado com solidez ao longo da sua curta, mas profícua carreira na Montanha.

O piloto de Santa Marta de Penaguião está totalmente empenhado em dar o melhor de si próprio perante o seu público, família e amigos: “Esta é uma rampa muito especial. Foi aqui me estreei, na terra onde vivo e sinto uma ambição enorme em corresponder a todo o apoio que me dão!”.

António Rodrigues tem a frieza necessária para salientar que “quero assegurar mais um triunfo na divisão, como objetivo primário, já que nova vitória resolve praticamente a questão do título. Depois, como tenho conseguido desde o início da época, tudo farei para chegar ao pódio absoluto. Em termos emocionais, sendo uma prova em que jogo em casa, quero contribuir para que seja um grande espetáculo, se possível ‘mordendo os calcanhares’ aos Protótipos A. E se houver um descuido destes chegar à frente”, assume António Rodrigues, que já começa a merecer de forma vincada a primeira vitória absoluto da carreira.

Em jeito de brincadeira a “bala do Douro” espera que os rivais da divisão principal “não venham com a vitamina toda”, para assim poder dar uma grande alegria às gentes de Santa Marta de Penaguião, que certamente apoiarão o seu campeão, dando-lhe aquele suporte moral que é sempre bem-vindo e um importante ‘boost’ em qualquer competição, não sendo o Campeonato de Portugal de Montanha JC Group uma exceção.

Menu