AFVR: Santa Marta vence Régua nos penáltis e conquista Supertaça “Sequeira Teles”

Emocionante!

O Santa Marta venceu o Régua nos penáltis depois de uma igualdade a 3 golos durante os 90 minutos, e conquista assim a Supertaça Sequeira Teles, num jogo disputado no Campo do Calvário, com o calor humano que tanta falta tem feito aos estádios. Aproveitar para parabenizar a Associação de Futebol de Vila Real pela organização!

O Santa Marta fez algumas alterações em relação ao onze apresentado em Paredes, o Régua contou com três baixas importantes por lesão (Miguel Morais, Miguel Gonçalves e Luisinho).

A primeira parte foi muito equilibrada e com muitos duelos, mas com pouca espetacularidade. A única oportunidade a registar é um livre no poste de Machado. No último lance da primeira parte o Santa Marta chega ao golo por Leandro, mas o lance foi invalidado por fora de jogo.

Os primeiros 20 minutos da segunda parte foram de total domínio do Santa Marta, que chegou aos golos por Zé Mota, Paiva e Abel. Os dois primeiros golos nascem de falhas individuais e setoriais gritantes da parte do Sport Clube Régua, que o Santa Marta aproveitou na perfeição. O terceiro golo foi apontado de grande penalidade (num lance perfeitamente evitável).

Depois começou o “jogo dos bancos”. Justino Ribeiro a tentar gerir o resultado e atendendo ao marcador tentou dar minutos a algumas das segundas linhas da equipa. Flávio Fonseca arriscou tudo e ia sendo feliz.

Dani Mendes de canto, João Nuno de livre direto (num golo de levantar o estádio) e Seminário (num golpe dificílimo de cabeça num lateral) marcaram os golos nos últimos 15 minutos e levaram os seus adeptos à loucura e os de Santa Marta ao desespero, num jogo que parecia mais que resolvido.

O resultado manteve-se e foi decidido nos penáltis. Na marcação dos castigos máximos o Santa Marta foi mais forte, onde André Ribeiro defendeu 2 penáltis (um deles na “morte súbita”) e deu a vitória aos penaguiotas.

Destaque para a grande moldura humana das duas equipas presente nesta final e pela emoção e espetáculo que trouxeram ao jogo, que foi correspondido pelas duas equipas em campo.

Foto: AFVR

Menu