AFVR | Régua – Valpaços, 3-2 (crónica)

O SC Régua recebeu e venceu o Valpaços por 3-2, no Estádio Municipal Artur Vasques Osório, em jogo a contar para a 9ª Jornada da Divisão de Honra da AF Vila Real. O encontro foi resolvido para os locais nos instantes finais, a jogar com menos uma unidade desde muito cedo e com João Nuno a bisar.

A equipa da casa desde cedo mostrou ao que vinha, e principalmente para limpar a imagem deixada em Abambres e poder aproveitar o embate entre os líderes Vilar de Perdizes e Vidago. O Régua impôs o seu jogo e na sequência de uma bola parada chega ao 1-0 por João Nuno (2´), ainda nos primeiros minutos da partida.

O Valpaços respondeu quase de seguida (8´): perda de bola de Paulo Machado na saída de bola da equipa, Betinho isola-se e na cara de Kiko e não perdoa. A partida estava animada numa tarde fria no Peso da Régua.

Aos 38 minutos, dá-se um dos momentos da tarde: confusão junto à linha lateral envolvendo vários jogadores de ambas as equipas, alguns deles saíram amarelados e Caio é expulso por palavras ao árbitro André Santos. Até ao final da primeira parte o jogo ficou mais feio, muita luta, muita bola pelo ar, muitas faltas e poucas oportunidades. Ao intervalo 1-1.

Na segunda parte o Valpaços mostrou-se mais afoito, acercou-se da área reguense e num desses lances, Betinho (já dentro da área) remata e Dani Mendes faz auto-golo (ao tentar cortar a bola), decorria o minuto 68.

O jogo dos bancos começou aqui. O Valpaços quis defender o resultado e o técnico da casa Flávio Fonseca lançou Diogo Seminário e Luisinho e a equipa reguense começou a “agarrar o jogo”.

Durante os últimos 20 minutos nem parecia que estavam em desvantagem numérica (tal foi a forma como massacraram o Valpaços, que cada vez estava “encostado às cordas). Ainda antes da emoção final, João Nuno desperdiça uma oportunidade clara já dentro da pequena área (num golpe de cabeça) e Coutinho falha na cara de Jonathan.

Na entrada dos últimos 10 minutos, eis que Ítallo (82´) marca o golo da tarde, um golaço fora área que relançou o jogo. E foi já perto do minuto 90 que se deu o momento do jogo: boa jogada coletiva da parte do Régua e João Nuno surge nas costas da defesa adversária, finta o seu marcador direto e não perdoa no 1×1 com o guarda-redes forasteiro, despoletando a euforia no campo e na bancada.

Na próxima jornada o Régua desloca-se ao reduto do Vidago, sendo que o Valpaços recebe o Cumieira.

Jogo no Estádio Municipal Artur Vasquez Osório – Peso da Régua

Árbitro: André Santos.

Régua: Francisco Ferraz; Miguel; João Mário (Carlos Silva, 75); Dani Mendes; Caio; Francisco Santos (Tozé, 42); Quinzinho (Diogo Seminário, 63); Paulo Machado (Luisinho, 63); Itallo; Coutinho e João Nuno.

Treinador: Flávio Fonseca

Valpaços: Jonathan; Adimilson; Tomé; Fabian; Vinicius (Miguel Lavrador, 85); Felipe Cantes; Lubi; João Nuno (Braulio, 89); Betinho (Xala, 85); Wilhiam e Pedrinho.

Treinador: Júlio Batista.

Ao intervalo: 1-1

Golos: 1-0 João Nuno; 1-1 Betinho (8); 1-2 Dani Mendes (68 p.b.); 2-2 Itallo (82); 3-2 João Nuno (87).

Ação disciplinar: cartão amarelo para Paulo Machado (18); Wilhiam (32); Vinicius (38); Caio (38); Tozé (88); Lubi (89); Luisinho (90+2); Fabian (90+3); Miguel (90+6). Cartão vermelho para Caio 38).

Por Luis Martins

Foto: Eduardo Ribeiro

Menu