AFVR (Fase Apuramento de Campeão): Embrulhados

Jogou-se a 3ª Jornada da Fase de Campeão do Campeonato Distrital da Associação de Futebol de Vila Real, que tem um novo líder da prova, o Régua, que teve uma vitória que não deixou mácula, no derby duriense, disputado em Santa Marta contra os locais. Vamos aos jogos:

Santa Marta -Régua, 0-2: um jogo em que o Régua foi superior, mas que não ganhou para o susto aos 10 minutos, com uma perdida incrível de Luisinho, num frente a frente com Miguel e já dentro da área. O Régua foi mandando no jogo, com o Santa Marta a procurar constantemente os homens da frente, que não tiveram hipóteses frente aos centrais reguenses (que jogaço de ambos!), e “vivia” da 2ª bola que pudesse ganhar e jogar a partir daí. No entanto, o golo de Quinzinho nasce de um remate de ressaca, numa bola mal aliviada pela equipa do Santa Marta, na sequência de um canto. O 2º golo aparece quase de seguida, num grande golo de Coutinho, numa boa arrancada e com um remate “na passada”, sem hipóteses. Na 2ª parte, poucas oportunidades para ambos os lados, um golo anulado ao Santa Marta, mas as substituições não ajudaram nada a equipa da casa, pelo que o Régua foi gerindo ao ritmo que quis.

Abambres – Ribeira de Pena, 2-1: que Fase de Campeão está o Abambres a fazer, e que na próxima jornada volta a jogar em casa frente ao Santa Marta, onde vai tentar fazer a ultrapassagem aos penaguiotas. O Abambres tem-se batido contra os “ditos” candidatos e agora ganha e não me parece que se fiquem por estes pontos, ainda estão invictos e são uma das equipas que tem 4 jogos em casa. O Ribeira da Pena tinha aqui um jogo do seu campeonato e podia ter aproveitado para pontuar, pelo que a sua luta continua, numa equipa que se tenta ir superando semana após semana, mas que prometia um pouco mais, pela 1ª Fase brilhante que teve.

Vilar Perdizes – Cerva, 1-1: no outro jogo grande da jornada, o Vilar Perdizes não fez valer o fator casa, sendo que podia deixar o Cerva em maus lençóis, pois já vinha de um empate em casa com o Abambres. O Cerva ao intervalo ia vencendo, mas na 2ª parte o Vilar empatou e acabou em cima do Cerva, que jogou com 10 mais de 30 minutos. O Vilar é um dos “derrotados” desta jornada, a par do Santa Marta.

Sabrosa -Vila Pouca, 0-3: o Vila Pouca venceu de forma justa em Sabrosa e por números esclarecedores, agora tem 5 pontos e para a semana tem uma “finalíssima” contra o Régua. Giovanni foi a figura do encontro pela segunda semana consecutiva, e conta já com 4 golos em 3 jogos (nesta Fase Campeão). O Sabrosa está a passar por uma fase penosa, pois já sofreu 11 golos em 3 jogos e ainda não conseguiu marcar nenhum, mesmo que este jogo não seja “do seu campeonato”.

Algumas notas de destaque:

1ª – a quantidade de golos por jornada tem sido elevada, o que é importante para os jogos, traz mais emoção e dá mais espetáculo ao jogo. Já foram marcados 38 golos no total de 12 jogos, divididos pelas 3 jornadas, o que dá uma média de mais de 3 golos por jogo.

2ª – os golos na sequência de bolas paradas não param de aumentar. Já são 20 golos num total de 38 golos, ou seja, mais de metade dos golos marcados até ao momento foram através de esquemas táticos, o que faz com esta situação de jogo seja ainda mais decisiva nos desfechos dos jogos.

Os jogos estão a ser uma autêntica “panela de pressão” para os jogadores, treinadores e para as equipas, e a tendência é para aumentar. Veremos quem tem pedalada para esta corrida…

Por Diogo Castela

Menu