AFVR (Divisão de Honra): os destaques da última jornada, por Hugo Teixeira

O Hugo Teixeira olhou para o Campeonato da Divisão de Honra da Associação de Futebol de Vila Real (AFVR) e detalhou os destaques da última jornada.

Equipa da jornada:

Na última jornada a equipa em destaque foi o FC Santa Marta. Os comandados de João Valente recebiam o Mondinense no jogo que decidia o 4º lugar, e os forasteiros até entraram melhor com um golo nos primeiros minutos da primeira parte. No início do segundo tempo, novo golo da formação de Diogo Castela viria a colocar o resultado em 0-2 e quando parecia que o quarto lugar estava entregue, os penaguiotas partiram para uma meia hora final fantástica, em que apontaram cinco golos, reduzindo por Miguel Teixeira aos 64′ e fechando a contagem já nos descontos por Coutinho. De registar também que pelo meio ocorreu a expulsão de Toninho, o que também viria a fragilizar os mondinenses na parte final da partida.
Quando já poucos previam, e fruto do campeão Vila Real ter marcado apenas dois golos em Valpaços, estes cinco golos fizeram do Santa Marta o melhor ataque do campeonato da Divisão de Honra, com 115 golos apontados, contra os 114 dos alvinegros.

A figura:

Elegemos como figura da última ronda, e também para coroar a magnífica temporada efetuada, João Nuno do Santa Marta.
Como já descrevemos acima, a sua equipa alcançou a vitória perante o Mondinense e Jota marcou mais duas vezes, para terminar com o impressionante registo de 45 golos em 34 jornadas.
Pouco mais há a acrescentar, além do que já foi dito durante toda a época deste goleador, ao qual não faltarão com certeza propostas nas próximas semanas. Estatísticas finais: 3030 minutos efetuados, 9 bis, 4 hat tricks e 2 pokers.
Como curiosidade, diga-se que sozinho fez mais golos que os sete últimos classificados da Divisão de Honra. Destaque também nesta jornada para o hat trick de Tiago Martins, mais conhecido por Paredes, ao serviço do Salto no triunfo por 3-2 sobre o Sabroso.

O momento:

O momento da jornada vai para Hugo Gonçalves, treinador do Cerva que apontou um golo.
O técnico que estava também inscrito como jogador desde o início da época, esteve em todos os jogos presente no banco de suplentes e constava das fichas de jogo, para caso fosse necessário poder também ele entrar e ajudar dentro de campo a sua equipa, mas durante toda a temporada isso acabou por não ser necessário, dando sempre prioridade a outros jogadores menos utilizados do plantel. Ora nesta jornada final e na receção ao Fontelas, Hugo Gonçalves acabou mesmo por fazer os primeiros minutos da época e entrou em campo ao minuto 76′, para apenas três minutos depois apontar um golo, o último da vitória dos cervenses por 3-0. Alguns minutos em campo que foram simbólicos mas suficientes para fazer o gosto ao pé.


Sinal mais:

Sinal mais para Alijoense e Salto. A formação de Alijó venceu em Constantim por duas bolas a zero, com um golo em cada parte, apontados por Tiago Araújo e Leonel Azevedo.
A duas jornadas do final do campeonato, o Alijoense era último a quatro pontos do 17º lugar, mas duas vitórias nas últimas duas jornadas permitiram à equipa subir duas posições, deixando atrás de si Fontelas e Sabroso.

Quanto ao Salto, não podia perder na última jornada sob pena de poder terminar o campeonato no último lugar, e foi exatamente isso que aconteceu com a formação barrosã a entrar bem na partida e a marcar logo nos primeiros minutos, mas viria a sofrer o empate poucos minutos depois. Ainda no decorrer da primeira parte voltariam a colocar-se na frente do marcador, mas novamente o Sabroso empataria a partida ainda antes do intervalo.Já na etapa complementar e a 18′ do fim apareceria o golo da vitória por intermédio de Paredes, ele que foi o herói da tarde ao apontar os três golos da vitória da sua equipa.


Sinal menos:

Sinal negativo para SabrosoCumieira Constantim. A equipa de Marco Jesus com a derrota em Salto acabou mesmo por cair para a última posição, e terminar o campeonato no lugar que nenhuma equipa deseja. Como balanço final, três vitórias e cinco empates em 34 jornadas, sendo que terminam a época com dezasseis jogos consecutivos sem vencer.

Já o Cumieira foi novamente goleado, desta vez em Atei, numa deslocação que já se esperava difícil devido às muitas baixas para este jogo, a equipa acabou por se apresentar no Campo do Pombal apenas com 12 jogadores, e com um dos guarda redes a alinhar como jogador de campo.
Apesar da boa temporada no geral, esta fase final da época foi penalizadora para a formação de Rui Gonçalves, que sofreu 24 golos nas últimas quatro jornadas.
Por fim, o Constantim voltou a somar nova derrota, desta vez perante, o até então, lanterna vermelha Alijoense, que tinha apenas uma vitória fora de portas. O 14º lugar na tabela já estava definido há algumas jornadas, com os constantinenses a realizar uma segunda volta aquém do esperado, apenas com duas vitórias.

Menu