AFVR (Divisão de Honra): Os destaques da jornada 26, por Hugo Teixeira

Mais uma jornada da Divisão de Honra da Associação de Futebol de Vila Real (AFVR), com vários temas relevantes. Uma vez mais, o Hugo Teixeira olhou para a ronda e detalhou os destaques da jornada 26.

Equipa da Jornada

Nesta jornada, elegemos como Equipa da Jornada, o Vilar de Perdizes. Os comandados de Tony da Silva, golearam fora de portas a formação do Ribeira de Pena por 0-4, naquela que foi a vitória mais expressiva de sempre dos ‘Guerreiros da Raia’ no terreno da equipa ribeira-penense, dando assim a melhor resposta à pesada derrota que tinham averbado na jornada transata, na receção ao Vila Real.
Num terreno sempre difícil como é o Campo do Cavalinho, os vilarenses chegaram ao intervalo a vencer por 0-2, e nos primeiros cinco minutos da 2ª parte, aumentaram o marcador para 0-4, resultado esse que não viria a sofrer alteração até final.

A Figura

Quem mais se destacou nesta jornada, foi João Canadas. O jogador do Cumieira, apontou dois golos (um deles de penalti), na goleada por 6-1 ao Fontelas, e contribuiu para mais três pontos da sua equipa, naquela que foi a sexta vitória da época dos pupilos de Rui Gonçalves.
O jovem de 19 anos, leva já apontados 10 golos de um total de 30 que a sua equipa marcou em vinte e seis jornadas, sendo o melhor marcador da mesma. Acrescentar que desses 10 golos, metade foram de pontapé de penalti, capítulo em que o atleta é também muito forte.

O Momento

O momento da jornada registou-se no Régua – Cerva. Aos 83 minutos de jogo, numa altura em que a partida se encontrava empatada a duas bolas, e após uma grande intervenção do guarda redes reguense, Dmitrii, que efetuou (mais) uma excelente exibição, a jogada dá início a um contra ataque da equipa duriense, que faz com que Francês, guarda redes da equipa cervense, saia da sua área e toque a bola com a mão fora da mesma, tendo visto o respetivo vermelho direto. Esta expulsão fez com que o jovem ‘keeper’ suplente Daniel Sousa, de apenas 16 anos, tivesse que assumir a baliza… mas como um mal nunca vem só, na sequência do livre a bola bate na mão de um jogador que se encontrava na barreira, dentro da área, dando origem a um pontapé de penalti que David Bonito viria a converter, o qual deu o 3-2 e a vitória aos comandados de Paulo Ferreira.

Sinal Mais

Destacamos com sinal mais, as equipas do Cumieira e do Régua.
Depois da goleada sofrida no passado domingo, com o Mondinense por 7-1, a equipa do Cumieira vingou-se esta jornada no Fontelas, goleando por 6-1, num jogo em que diga-se, a equipa forasteira terminou reduzida a oito unidades. Ainda assim a turma de Rui Gonçalves esteve sempre na frente do marcador, e com esta vitória consolidou o 14º lugar, ficando apenas a um ponto do Constantim que está à sua frente.

Já o 2º classificado, SC Régua, passou por um mau bocado no jogo com o Cerva, em que deu 45 minutos de avanço à equipa cervense e ao intervalo via-se a perder por 0-2. Na segunda parte, a equipa entrou com outro espírito, e praticamente nos primeiros dez minutos empatou o jogo a duas bolas. Perto do final, e como já explicamos acima, surgiu a cambalhota no marcador que permitiu o alcançar dos três pontos à equipa reguense, mantendo assim os cinco pontos de desvantagem para o líder.

Sinal Menos

Sinal menos, para as formações do Ribeira de Pena e do Fontelas. A formação de Justino Ribeiro, foi goleada pelo Vilar de Perdizes no seu terreno, por 0-4, e obteve a sua terceira derrota consecutiva, algo que ainda não tinha acontecido em todo o campeonato, mostrando que atravessa a sua pior fase da época.
Quanto à turma de Hélder Ferreira, foi goleada na Cumieira por 6-1, num jogo em que nada fazia prever uma diferença tão grande no marcador, depois das últimas boas exibições dos fontelenses. Os durienses ainda empataram o jogo a uma bola no decorrer da primeira parte, mas o Cumieira rapidamente voltou a retomar a dianteira do marcador. Já na etapa complementar, houve golos para a equipa da casa e expulsões para os forasteiros, que na próxima jornada recebem o Atei bastante desfalcados e são agora a pior defesa do campeonato, com 81 golos sofridos.

Hugo Teixeira

Menu