AFVR (Divisão de Honra): os destaques da 29ª jornada, por Hugo Teixeira

Uma vez mais, o Hugo Teixeira olhou para o Campeonato da Divisão de Honra da Associação de Futebol de Vila Real (AFVR) e detalhou os destaques da ronda 29.

Equipa da Jornada

A equipa da jornada desta semana, foi o Mondinense. O conjunto orientado por Diogo Castela cilindrou em casa o Salto com dez golos, naquela que passou a ser assim, a maior goleada de todo o campeonato, batendo os 9-0 do Vilar de Perdizes ao Fontelas. O marcador do encontro foi inaugurado logo no 1º minuto, e no final da primeira parte a equipa da casa já vencia por 7-0. Nos segundos 45 minutos, a formação de Mondim de Basto geriu a seu belo prazer, a já gorda vantagem, fazendo mais três golos e aproveitando ainda para lançar no jogo três júniores.

Maiores goleadas:

Mondinense 10-0 Salto (Jornada 29)
Vilar de Perdizes 9-0 Fontelas (Jornada 20)
Régua 8-0 Cumieira (Jornada 1)
Mondinense 8-0 Sabroso (Jornada 5)
Vila Real 8-0 Alijoense (Jornada 10)

A figura

Quem mais se evidenciou nesta jornada, foi Jonas do GD Cerva. O jogador apontou três golos na goleada da equipa de Hugo Gonçalves, por 6-1 ao Constantim, e alcançou o seu primeiro hat-trick da época. Assumindo-se como um dos jogadores com papel mais importante na equipa, e sendo o segundo atleta mais utilizado da equipa cervense, com estes três tentos Jonas passou a ter 11 golos apontados em 28 jogos realizados no campeonato, sendo o segundo melhor marcador da equipa, apenas atrás de Geninho.

O momento

Na jornada deste domingo destacamos dois momentos, um no Mondinense – Salto e o outro no Vilar de Perdizes – Régua. No primeiro, destaque para João Brízida do Mondinense. O atleta de 18 anos, ainda júnior, foi o autor do último golo da goleada mondinense perante o Salto, golo esse que resultou no 10-0 e na maior goleada do campeonato.

Já no segundo momento, o destaque é para Juninho do SC Régua, que apontou um golo de pontapé de bicicleta no Campo da Lage, abrindo nessa altura o marcador do encontro e dando vantagem à equipa reguense. O médio brasileiro continua jornada após jornada a espalhar magia pelos relvados da Divisão de Honra, e este foi o seu 18º golo no campeonato.

Sinal Mais

Sinal positivo para as formações do Vila Real e do Abambres.
A equipa vilarealense passou com distinção no sempre difícil Municipal de Santa Marta de Penaguião, e venceu tranquilamente por 0-3, chegando ao intervalo já com dois golos de vantagem. Esta foi a sexta vitória consecutiva dos pupilos de Patrick Canto, com 33 golos apontados nesses mesmos seis encontros, sendo já o melhor ataque do campeonato com 94 golos, a par da equipa penaguiota. A formação alvinegra beneficiou ainda do empate do Régua em Vilar de Perdizes, e lidera agora o campeonato com nove pontos de vantagem a cinco jornadas do final, tendo já praticamente assegurado o título de campeão distrital.

Quanto ao Abambres, recebeu e venceu o Vila Pouca por 3-1, e apesar de ter entrado no jogo praticamente a perder, conseguiu fazer a cambalhota no marcador ainda antes do final da primeira parte. Esta foi a terceira vitória consecutiva da turma de José Gomes no campeonato, e a quarta seguida no seu estádio, cimentando assim o 7º lugar e distanciando-se da formação aguiarense, que ocupa o 8º posto e está quatro pontos atrás.


Sinal Menos

Destaque pela negativa para Salto e FC Santa Marta. Como já mencionamos acima, o conjunto saltense foi “atropelado” pelo Mondinense com dez golos sem resposta e é agora a pior defesa do campeonato, com 98 golos sofridos. Com uma primeira parte para esquecer onde encaixou sete dos dez golos, aumentou assim para oito, o número de derrotas consecutivas.
Já a formação penaguiota perdeu no seu estádio por 0-3 com o Vila Real, num jogo onde se esperavam mais dificuldades para o líder conseguir passar em Santa Marta. Este desaire veio pôr termo ao melhor ciclo da época da turma de João Valente, que somava já oito jogos sem derrotas, tendo este também sido apenas o 3º jogo em todo o campeonato, que o Santa Marta não apontou qualquer golo (além deste, só não havia marcado nas duas derrotas com o Régua).

Menu