Vidago FC pode fechar as portas

7
731

Todo o trabalho de recuperação financeira que as duas últimas direções do Vidago FC têm vindo a fazer está em vias de “cair por terra”. Em causa está o pagamento do subsídio que tem sido atribuído nos últimos anos pela Câmara Municipal de Chaves.

Devido a esta situação, é muito provável que já a partir da próxima época desportiva o Clube da Vila Termal possa encerrar as suas portas porque o subsidio que tem vindo a ser atribuídos pela CMC (Câmara Municipal de Chaves) era fundamental para a subsistência do Clube.

Face a esta situação, as próximas semanas não se esperam fáceis para os Vidaguenses que, para além de se encontrarem sem equipa técnica e de uma boa parte do seu plantel já ter rumado para outros clubes, vai acabar por ver-se privada do subsídio camarário. Sem estas verbas, a atividade normal do clube não vai poder continuar.

Apesar de todas as dificuldades a atual direção do clube alvinegro presidida por José Bernardo em declarações ao Desportivo transmontano, garante que está a “enviar todos os esforços e a estudar todas as situações possíveis e imaginárias” para tentar resolver o problema, mas reconhece que será muito difícil para não dizer impossível encontrar uma solução viável.

Com as despesas cada vez maiores e as receitas cada vez menores, com o subsidio da época transata por receber e sem garantias algumas para este ano, é muito provável que um dos clubes mais antigos da AFVR venha a desaparecer.
A concretizar-se esta possibilidade, é mais uma instituição desportiva que fecha portas e que no decorrer dos últimos 65 anos muito contribuiu para o engrandecimento e desenvolvimento desportivo da Região.

Muitas foram as centenas de jovens e adultos que por lá passaram na prática da modalidade , lembramos que o Vidago FC nasceu em 1 de Janeiro de 1949 e que desde 1962 participa sem qualquer interrupção nas provas oficiais da Associação de Futebol de Vila Real, tendo inclusive conquistado o titulo de Campeão da Divisão de Honra na época 2006/2007 e consequente participação na época seguinte no Campeonato Nacional da 3ª Divisão. Com esta realidade o Desporto Distrital e do Concelho de Chaves irá de certo ficar mais pobre.

Deixar comentário

Comentário

7 Comentários

  1. Meus amigos, o Rui Branco não pode ser PARA SEMPRE o garante do Vidago F. C., embora como presidente da junta deva fazer todos os esforços para que isso não aconteça.
    Quanto à câmara, não tem que suportar os clubes de futebol mas deve apoiar as instituições desportivas e culturas, acontece em todos os municípios, ou será, que é tudo canalizado para o G. D. Chaves????

  2. É triste que a única vila do concelho fique sem o VFC por falta de verbas… Acaba tudo em Vidago…mas Chaves tem uma agenda cultural preenchida…
    Tirem-nos a Casa de cultura e os correios e passem-nos para aldeia…sempre pagariamos menos de IMI..

    Lembro-me de Vidago ser superior a Chaves e neste momento é inferior a algumas aldeias do concelho…

    Pensem nisto senhores presidentes.

  3. Eu gosto desta noticia…estes ultimos anos o Vidago teve so papões…enquanto ouve dinheiro para fazer festa-rolas não faltava pessoal. Se o Vidago acabar a essas pessoas o deve. Subsídios de Camera??? não devia ser para ninguem, pois se o pais esta assim é por causa do futebol. As equipas devem ser feitas consoante as suas posses.

  4. É triste saber que um dos clubes mais emblemáticos da região que ao longo da sua historia tantas e tão boas pessoas deram um grande contributo para que a actividade desportiva se mantivesse, esteja em dificuldades financeiras por erros políticos, dinheiros públicos com gestão danosa, onde se gastou para se ter votos, sejam agora as instituições desportivas ,culturais ,recreativas a pagar a factura. Estas instituições de certa forma movimentam o concelho com as suas actividades, deviam por parte da nossa câmara ter o reconhecimento e a atenção que merecem traduzindo-se numa pequena verba, que importância tem?, quando a divida da Câmara Municipal é superior a 54 milhões de EUROS era só aumentar um pouco mais a dívida, já sabemos que é o povo que paga, por isso pouco custa, ajude as instituições Sr: presidente da Câmara.

  5. É triste a Afvr nao se sentar com os clubes e procurar soluções para o bem do campeonato distrital so ve dinheiro.

Comments are closed.