“Veteranos” do Futsal – experiência e maturidade ditam leis

0
210

Por: Fernando Parente*

Mais um aniversário que passou.
Não, o Treinador não pensa em nada. Como eles treinam, jogam e competem.

Basta ter em mente o próximo treino, o próximo jogo.
Basta pensar sobre o dia em que nunca mais vês esse grupo de pessoas que já se tornaram a tua segunda família.
O que começou como um “hobby”, tornou-se um modo de vida.

Dificilmente imaginam um dia sem fazer alguma coisa relacionada com o desporto. O treinador sabe que o veterano está a fazer o que gosta. Tem conhecimento e experiência.

Ainda assim manténs o entusiasmo e o desejo de te testares a ti próprio em desafios que vais tendo pela frente, apostando na experiência e maturidade, muitas vezes em detrimento da juventude, da inexperiência.

Não o fazem com o mesmo entusiasmo como no dia em que se estrearam e quando chegaram no primeiro treino com o saco cheio de sonhos e desejos, mas é mais intenso.
Eles valorizam cada treino, não para o que é ensinado, mas pelo que ele representa para as suas vidas.

Eles sabem que o dia é incompleto na hora em que não têm a “obrigação”, sabem que têm de aproveitar o seu dia e o tempo com outras coisas.
Têma experiência e a idade, as horas de treino, jogos onde deram tudo para vencer ou virar um jogo negativo.

Tu colocas o teu veterano na equipa sempre que é necessário.
Ajuda e aconselha o colega inexperiente.
O grupo sabe que pode contar com eles quando são necessários e quando o treinador precisa deles.
Essa é a vida das equipas de e com veteranos.

Chega um momento em que apenas gostam do que fazem. Olho para trás para avaliar. Para olhar em frente, sem horizonte, só presente.

Apenas uma pequena homenagem a esses jogadores que acumulam centenas de horas de treino, de jogos, de viagens, mas todos os dias eles treinam e competem como se fosse o primeiro eo último treino, o primeiro e o último jogo.
Eles são os Veteranos do Futsal.
É sobre eles.

* Treinador de Futsal

Deixar comentário

Comentário