O treinador do Grupo Desportivo de Cerva, Rui Machado, no final da partida frente ao Murça, a contar para a 7ª jornada da Divisão de Honra, deixou várias criticas ao trio de arbitragem, chefiado por Célia Santos. Após o desaire caseiro (1-2), Rui Machado sentiu-se lesado pela equipa de arbitragem e expôs as suas criticas ao Desportivo Transmontano (DT).

O técnico começa por dizer que no jogo de ontem, a sua equipa foi prejudicada pela arbitragem de Célia Santos. ” O Fair-Play e respeito é algo que nos últimos anos tem vindo a ser incutido a todos os praticantes da modalidade de futebol, mas este tem que ser incutido a toda a gente que está envolta de um jogo. Pelo que tenho visto e sentido, o respeito no futebol está bem patente em apenas duas equipas (visitante e visitada) mas um jogo de futebol são três equipas (com arbitragem). O Cerva no jogo da 7ª jornada foi prejudicado pelo trio de arbitragem que nos arbitrou frente ao Murça. Existiram tomadas de decisão que nos impossibilitaram de lutar pela vitória”, disse.

Rui Machado, acrescenta ainda que não é um treinador que fale muito de árbitros, mas por vezes existem situações onde a revolta é grande. “Fico triste e angustiado com o rumo pelo qual estão a ser levados os Campeonatos Distritais de futebol. Existe falta de respeito das equipas de arbitragem pelos clubes que ano a após ano competem e que realmente amam a modalidade chamada futebol. Mas, a juíza do encontro Célia Santos no jogo frente ao Murça, no Campo das Baraças, teve um acumular de erros no aspecto disciplinar e técnico onde desrespeitou a minha equipa”, rematou.

 

 

Deixar comentário

Comentário