Ténis: Campeonato Regional Veteranos

0
175

Depois de vários títulos no regional absoluto, Henrique Vaz, tenista da AAUTAD conquista primeiro troféu de campeão veterano +35.

Organizado pela Associação Regional de Ténis de Vila Real (sede em Chaves), tendo como anfitrião o Ténis Clube de Chaves, decorreu nos rápidos courts do clube flaviense mais um Campeonato Regional de Veteranos. Esta competição, a mais importante do grupo no calendário regional e constante das provas oficiais da Federação Portuguesa de Ténis, atribuiu neste escalão +35 o título de melhor “raquete” em singulares.

Neste evento, o reconhecidamente talentoso representante da AAUTAD, Henrique Vaz, justificou as suas credencias. O atleta da academia transmontana – ex-tetra campeão regional absoluto e duplo vice-campeão nacional universitário – potenciou créditos bem firmados e acedeu com distinção ao último encontro. Para tal, e nas ½ finais, Henrique Vaz fez jus à sua competência tenística, ultrapassando a tenacidade de Rafael Feliciano (TC Chaves), por convincentes 6/3, 6/1.

Com este triunfo, Vaz ganhou o direito de defrontar, na final, o primeiro cabeça-de-série e n.º 30 da respectiva classificação lusa, Ricardo Lopo, do TC Chaves. Na luta pelo ambicionado título de singulares e debaixo de um calor respeitável, o ritmo foi elevado, com intensidade de parte a parte.

Na partida inicial e após alguns erros não-forçados, Vaz teve de recuperar de uma desvantagem de 2/4, pondo em prática muito do seu vistoso arsenal “bélico”! Pancadas mais fluidas, bola mais “pesada” e muita “pólvora” nos winners antes de fechar o primeiro parcial por 6/4. E, claro, jogo intenso foi sinónimo de desgaste físico! No segundo set, com longas trocas de bolas, a disponibilidade atlética do jogador da AAUTAD foi diminuindo e este chegou mesmo a ficar prostrado no chão devido ao surgimento das famigeradas cãibras. Neste momento, o marcador registava um 3/5 favorável ao valoroso elemento da casa, Ricardo Lopo.

Após um estiramento do segmento corporal bloqueado e da realização de uma suave massagem sobre o músculo contraído, no caso, a face interna da coxa (quadríceps), o tenista da AAUTAD retomou a contenda, mas não evitou que Lopo estendesse a discussão do título ao decisivo super tie-break! Ou melhor, Vaz teve a lucidez de não desperdiçar energias nesse set e focar toda a sua estratégia tenística no último parcelar. Nesta fase, alicerçado num slice de esquerda incisivo, profundo e de ressalto muito baixo, o titulado atleta da AAUTAD rapidamente alcançou o 5/0, desatando posteriormente este verdadeiro super “nó de gravata” por expeditos 10/3.

Resumindo, os parciais de 6/4, 4/6 e 10/3, dizem bem da emoção desta final, onde Henrique Vaz (na foto, à esquerda) conquistou o primeiro troféu de campeão regional de veteranos singulares para o seu palmarés.

Deixar comentário

Comentário