Taça de Portugal: Vila Real 2 – 3 Casa Pia

3
281

“Adeus Taça de Portugal”

A equipa alvinegra perdeu em casa frente ao Casa Pia, num jogo, onde as bolas paradas foram decisivas.

A equipa que viajou desde Monsanto, entrou mais aguerrida na partida, incutindo uma velocidade alta, e apostando nas transições rápidas para o ataque.

Por sua vez, a equipa da casa, sempre com Bukia como organizador de jogo, aos 9 minutos vai chegar ao primeiro golo da partida. Livre na direita do ataque, Aquini a subir mais alto que o seu opositor, e a marcar, contando ainda, com uma preciosa ajuda do poste da baliza de Crespo.

A equipa do Casa Pia, acusou o golpe, e com naturalidade, o Vila Real tomou conta da partida. Novamente de livre, a equipa da casa teve perto do golo. Rui a marcar tenso para a área, com o esférico a ser desviado pela defesa e a sobrar para Anderson, que envia com estrondo ao poste, perdendo-se uma excelente oportunidade.

Aos 40´ minutos, vai surgir o empate. Livre na esquerda, e Nélson ao segundo poste, empata a partida. Dois minutos volvidos, agora na área contrária. Rui bate livre na esquerda, e Orlando com um toque de classe, a marcar colocando novamente, o Vila Real na frente do resultado.

Quando se esperava o intervalo, num livre estudado da formação do Casa Pia, com a defesa dos da casa a ver jogar, Wilson ao primeiro poste volta a empatar a partida.

Para o segundo tempo, as equipas regressaram com a mesma ambição. E os forasteiros voltaram a entrar melhor, embora sofrendo um revés com a expulsão de Eduardo aos 58´, por acumulação.

Com mais uma unidade, a equipa do Vila Real foi procurando o golo, e Patrick esteve perto de o conseguir, não fosse Crespo, com defesa de categoria a segurar o esférico.

Aos 84´ e a jogar com menos uma unidade, a equipa do Casa Pia vai chegar ao golo da vitória. Faísca a cobrar o livre direto, com Miguel muito mal na abordagem do lance, a “entregar o bilhete” para a passagem do Casa Pia, a próxima eliminatória da Taça de Portugal.

Jogo realizado no Monte da Forca – Vila Real

Árbitro: Luís Máximo (AF Castelo Branco)

Vila Real: Miguel, Carreira (Telmo 72´), Anderson, Inácio, Francis (Eduardo 87´), Castanha, Aquini (João 75´), Rui, Orlando, Bukia e Patrick.

Suplentes não utilizados: Rúben, Tiago, Zé Diogo e Hélio
Treinador: Abel Ferreira

Casa Pia: Crespo, Eduardo, Zinho, Ganhão, Águas (Faisca 68´), Wilson, Rente (N.Almeida 65´), Nélson, Dionisio (C.Hervet 65´), Rosa e Freitas

Suplentes não utilizados: Miguel, Coutinho, Tomás Costa e Maurício.

Treinador : Sérgio Ricardo
Marcadores: 1-0, Aquini (9´); 1-1(Nélson 40´);2-1 Orlando (42´);2-2 Wilson (44´);3-2 Faísca (84´)

Ação disciplinar para: Amarelos: Águas (7´),Nélson (30´); Anderson (46´) Carreira (52´) Eduardo (54´ e 58´);Inácio (80´)

Vermelho: Eduardo ( 58´)

Deixar comentário

Comentário

3 Comentários

  1. Obrigado Abel por tudo o que fizeste ao longo de todos este anos, pelo vila real, não merecias o que fizeram contigo.

  2. Não tenho nenhuma afinidade com Abel Ferreira, mas penso eu que mesmo com alguns defeitos e erros nós vilarealenses muito lhe devemos e estou mesmo convencido que se não fosse ele o SCVR já teria fechado as portas.

  3. Que mais dizer deste Vila Real? o problema passa muito para lá do treinador. Olhem para os dirigentes que lá estão, estou cansado de o dizer em oito épocas que alguns levam no clube vão para o triste record de quatro descidas aos distritais.

Comments are closed.