Árbitro mandou GNR identificar jornalista no final da partida entre Pedras Salgadas e Mirandela, do passado domingo

O diretor da Rádio Clube Aguiarense (RCA), Jorge Barroso, de resto a entidade proprietária do jornal digital Desportivo Transmontano, reagiu à “tentativa de limitação de liberdade de informação, exercida por árbitro, sobre colaborador da RCA”.

O insólito aconteceu no passado domingo, após o jogo Pedras Salgadas vs Mirandela, do Campeonato de Portugal, que teve relato direto na RCA, por Luís Roçadas. A partida entre as duas equipas da série A terminou com a vitória do Mirandela (0-1), mas as atenções estiveram viradas para o árbitro Duarte Oliveira, da Associação de Futebol de Braga, que viu o seu trabalho em campo a ser contestado por decisões polémicas, nomeadamente na amostragem de dois cartões vermelhos diretos a jogadores do Pedras Salgadas.

O protagonismo do árbitro não terá ficado por aqui. No final do jogo, já no exterior do estádio, quando se encaminhava para a sua viatura, o “juiz” cruzou-se com Luís Roçadas, que falava ao telemóvel com outro colega acerca do jogo, na circunstância Filipe Ribeiro, colaborador do Jornal de Notícias, e não gostando do que ouviu, mandou a GNR identificá-lo.

“Estava ao telefone a dar a ficha de jogo a um colega, que me perguntou como tinha corrido o jogo. Disse que tinha sido bom, mas que a equipa de arbitragem tinha sido a pior. Nem me tinha apercebido de que o árbitro vinha a sair. Ele ouviu e deu indicação ao GNR para me identificar”, contou Luís Roçadas, acrescentando: “em 20 anos que já levo desta vida nunca tal coisa me tinha acontecido, algo que me deixou estupefacto e ao mesmo tempo triste”.

A direção da RCA, porque entendeu que se tratou de “uma tentativa de condicionar a liberdade de informação”, solicitou apoio jurídico à Associação Portuguesa de Radiodifusão, “sobre a melhor posição a tomar por esta Rádio, relativamente a esta ocorrência”.

Luís Roçadas é colaborador da RCA e diretor do Desportivo Transmontano

Leia o comunicado do diretor da Rádio Clube Aguiarense, enviado à Associação Portuguesa de Radiodifusão e aos órgãos de comunicação regionais:

“Tentativa de limitação de liberdade de informação, exercida por árbitro, sobre colaborador da Rádio Clube Aguiarense

1 – No passado domingo, o colaborador e desta Rádio, Sr. Luís Filipe Gaspar Roçadas, portador de Cartão de Colaborador Desportivo da Rádio Clube Aguiarense, emitido pela Associação de Futebol de Vila Real, esteve presente, em serviço de reportagem, no Estádio da Portelinha, no jogo Pedras Salgadas- Mirandela, a contar para o Campeonato de Portugal, Série A.

2 – No final do jogo, após ter entrevistado o Treinador de uma das equipas, na zona dos Balneários, já do lado exterior das instalações e no momento em que, via telemóvel, estava a tecer algumas considerações, em termos perfeitamente correctos, como sempre o faz, sobre o trabalho desenvolvido pela equipa de arbitragem, apreciação feita sobre o ponto de vista técnico, surgiu, em direcção à viatura que os transportou, o trio de arbitragem.

3 – O árbitro do jogo, Sr. Duarte Oliveira, provavelmente por não lhe ter agradado a apreciação feita pelo nosso colaborador, que se manteve sempre a falar ao telemóvel, pediu ao responsável da força de segurança, do posto da GNR de Pedras Salgadas, que se encontrava mesmo ao lado, a identificação do nosso colaborador.

4 – O responsável da GNR respondeu ao Sr. Árbitro, que o colaborador da RCA estava a fazer o seu trabalho de reportagem, que não o estava a ofender, pelo que não considerava haver motivo para essa acção.

5 – O Sr. Árbitro deixou a ameaça de referir no boletim do jogo a ocorrência com o nosso colaborador bem como manteve a exigência de identificação do mesmo, que acabou por ser feita.

6 – Porque entendemos que se trata de uma tentativa de condicionar a liberdade de informação, solicitamos já aos Serviços Jurídicos da Associação Portuguesa de Radiodifusão, apoio jurídico, sobre a melhor posição a tomar por esta Rádio, relativamente a esta ocorrência.

7 – Nesta oportunidade, agradecer e enaltecer o trabalho que vem sendo desenvolvido, há mais de doze anos, pelo nosso colaborador, Sr. Luís Roçadas, nesta Rádio, em prol da informação desportiva regional e manifestar-lhe todo o nosso apoio e solidariedade.

O Presidente da Direção da Rádio Clube Aguiarense

Jorge Barroso”

Deixar comentário

Comentário